Cheguei aos 30 anos. O que mudou?

Até os 29 anos a vida é bela. A gente tem pique de ir pra balada numa terça-feira, chegar às 4:00 da manhã, acordar às 6:00, ir malhar e depois ir pro trabalho. Mas quando chegam os 30 anos, as coisas já não são mais assim… Passar uma noite sem dormir nos deixa descompensados o resto da semana. Comidas gordurosas pesam, os cabelos caem em maior quantidade, as articulações ficam mais frágeis, a pele fica flácida, enfim, a lista é grande!

Esses sintomas não aparecem por acaso e alguns não vão embora de jeito nenhum. Por outro lado, a notícia boa é que muitos deles podem ser amenizados com hábitos saudáveis. Mas não espere chegar lá para iniciar os cuidados com o corpo.

Cheguei nos 30 anos. O que mudou?

Uma das coisas que mais incomoda, tanto homens, quanto mulheres, é o ganho ou dificuldade em perder peso. Isso acontece porque o metabolismo fica mais lento. Portanto, dieta saudável e balanceada, atividade física e regrar o sono são fundamentais para que seu organismo funcione bem e no tempo dele. Comer de 3 em 3 horas faz com que o sistema digestivo não sobrecarregue e o organismo esteja sempre trabalhando. Para dar uma ajudinha a mais, coloque na sua dieta alimentos termogênicos: gengibre, pimentas, canela e chá verde, por exemplo, aceleram o metabolismo. Os nutricionistas também aconselham a ingestão de silício, encontrado em cereais integrais e fibras, que ajuda a regular e normalizar o metabolismo e a divisão celular.

Outra coisa que acontece, e esse enfurece principalmente as mulheres, é o surgimento de rugas, celulites (mas quem nunca, né!) e flacidez na pele. Isso ocorre porque a partir dos 30 anos o organismo passa a reduzir a produção de colágeno, que é a proteína responsável por dar sustentação a todas as estruturas do corpo que não tem ossos. E não é só a pele que é afetada: cartilagens e juntas também são prejudicadas, e com isso, você começa a sentir dor e dificuldade em fazer movimentos que antes eram corriqueiros. Para estimular a produção de colágeno, recomenda-se o consumo de carnes vermelhas e brancas (proteínas de origem animal), e gelatinas, mesmo aquelas industrializadas. Claro que isso não vai fazer milagre, mas ajuda bastante, ainda mais se combinado com procedimentos estéticos adequados.

E já que falamos em ossos acima, eles também sofrem… Se você pensava que tomar suplementos de cálcio era coisa de idoso, preste atenção e reveja seus conceitos. Já na casa dos 30 começa um processo de redução da massa óssea. Isso não significa que você já vai começar a desenvolver osteoporose, até porque todos os sintomas variam de pessoa pra pessoa. Para fortalecê-los, você pode praticar exercícios físicos de impacto, caso não exista restrição médica e combiná-los com uma boa dieta. Muitos alimentos são boas fontes de cálcio. Além do leite de vaca (não há um consenso sobre sua eficácia entre os pesquisadores), podemos achá-lo na soja, brócolos, gergelim e grão de bico.

Se você é daqueles que se gaba por tomar 10 garrafas de cerveja numa sexta à noite e acordar no dia seguinte como se nada tivesse acontecido, um aviso: isso também vai mudar. Durante a transição para esta nova etapa da vida, vários neurônios são perdidos, então sua tolerância ao álcool diminui significativamente e você pode levar até uma semana para se recompor da noitada.

Mas tudo tem seu lado bom, né! Uma pesquisa divulgada pela revista Times, revelou que mulheres entre 30 a 40 anos tem mais apetite sexual. Isso se explica, pois nessa faixa etária, o corpo da mulher se prepara para a gestação, o que aumenta a produção de hormônios, interferindo diretamente na sexualidade. Mas existe também um lado mais emocional que inclui os homens também. Nessa idade, ambos se sentem mais seguros e bem resolvidos com seus corpos e vidas, então abandonam certos medos para serem felizes, inclusive sexualmente.

Se você ficou assustado com o que leu aqui, fique tranquilo e aceita que dói menos. Cuide dos contras e aproveite os prós dos seus 30 anos com saúde, disposição e alegria.

Assinatura Desinchá

Comente aqui

avatar