Loja Oscar Freire

Loja Shopping Iguatemi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

5 formas diferentes de fazer Piña Colada

Aposto que você já sabe da super novidade desse verão: o Desinchá Mix de Verão Piña Colada. 
 
É em homenagem a ele que resolvemos trazer esse post por aqui. 

5 formas diferentes de fazer Pinã Colada

Uma das melhores partes de escrever para esse blog está na pesquisa – não só porque ela me ajuda a não falar besteira -, mas porque aprendo muito e descubro algumas pérolas com ela, como a treta Piña Colada…  

Piña colada é um coquetel que pode ser traduzido como “abacaxi coado”. Em sua receita original, ele é feito com rum, leite de coco e suco de abacaxi. Geralmente é servido com gelo.

O drink, marca do verão caribenho e um dos mais famosos do ocidente, tem ao menos dois pais porto-riquenhos.  

O primeiro e mais conhecido é Ramón “Monchito” Marrero, barman do grande Hotel Caribe, que em 1954 teria recebido a missão de criar um drink especial para os hóspedes do hotel. Três meses depois ele apresentou a versão final.  

Essa história faz bastante sentido, porque o leite de coco foi inventado na Universidade de Porto Rico na mesma época.  

Porém, há um outro homem na busca por essa guarda – Don Ramon Portas Mingot -, bartender do restaurante Barrachina. Dizem que em 1963 Mingot teria criado o drink, só que com leite condensado…  

Não vou meter a colher (ou canudo) nessa treta, acho que já está tudo certo, pois ambos ganharam placas em sua memória nos estabelecimentos, ufa! 

O que me deixa curioso é o que eles diriam das releituras geniais de Piña mais que descoladas que são feitas aqui no Brasil (A 5° é a melhor): 

 

#1 Piña Colada Sem álcool  

Ingredientes:
  • 3 fatias abacaxi
  • 4 colheres de sopa de leite de coco
  • 1 xícara de iogurte natural desnatado
  • Pedras de gelo
  • 1 colher de sopa xilitol
  • 2 colheres de chá de coco ralado
  • 1 sachê de Desinchá

 

Modo de preparo:
  • Bata o pedaço de abacaxi, o leite de coco, o iogurte, o adoçante, o Desinchá e o gelo no liquidificador;
  • Sirva nos copos e coloque coco ralado por cima;
  • Para a versão sem lactose, substitua o iogurte por água ou leite vegetal;

 

Se você não foi muito com a cara da nossa versão, tudo certo! Trocar a bebida alcoólica por um pouco de água na hora de bater tudo também fica uma delícia.  

 

 

 #2 Piña Colada versão Geladiño 

  

“Sacolé, geladinho , gelinho, dindim, chope, chopp, ou chup-chup é uma espécie de picolé artesanal preparado dentro de pequenos sacos plásticos” – Wikipedia 

 

Gente! Bateram tudo no liquidificador, colocaram no saquinho e depois no congelador – SUCESSO.  

A versão geladinho de Piña é tudo no verão. Se for com cachaça sai bem baratinho, dá até pra ajudar a vencer a crise vendendo, amém?  

Nesse caso é só aumentar as quantidades que você usa para uma taça do drink, bater bem e congelar por algumas horas como no vídeo.  😉  

 

#3 Piña Colada Vegana  

Para provar que a Piña Colada é uma bebida super acessível, vos apresento a versão vegana 👏👏 

Essa receita é sem álcool, bem leve e natural. Mas nesse caso você pode colocar a primeira dica em prática também, afinal a cachaça é vegana baby.  
 
 

#4 Pausa pra cachaça 

A caipirinha deu tão certo que expandimos os horizontes da cachaça, a colocando na Piña Colada.  

A receita original leva abacaxi (fruta ou suco), leite de coco e rum branco. A versão brasileira substitui uma dose de rum por uma dose de cachaça, o que é interessante e mais barato.  

Há quem prefira as cachaças com sabor de coco para dar aquela ajuda ao leite, sem erro!    

 

#5 A nossa versão 

Imagino que pelo menos uma dessas versões deve ter te surpreendido, outras você não deve ter experimentado ainda, mas tinha uma noção que existia… isso tudo acaba quando te apresento a versão CHÁ (ou melhor, Desinchá!)  

Até hoje não sei de onde a gente tirou essa ideia, mas convenhamos, foi sensacional! Pegamos o Desinchá que você já ama, acrescentamos o sabor do coco, o frescor do abacaxi e muuuito gelo – BAM!  

O resultado? Combinação perfeita para o verão: frescor e sabor sem deixar de lado os cuidados com a sua saúde.  

 

Desinchá gelado?   

É isso mesmo, pode parecer meio complicado, mas é tudo bem parecido com o Desinchá. O  que muda um pouco é a forma de consumir e o gostinho especial. 

Basta fazer o chá como de costume: água na chaleira, começou a ferver? Hora de ir para a xícara.  

Deixaremos o chá em infusão por uns 5 minutos, depois é só deixar esfriar, colocar algumas pedrinhas de gelo e pronto! O mix ideal para o seu verão.  

 

Quando a Piña foi criada, lá atrás, o criador, seja ele qual for, sem dúvidas ficaria surpreso com o número tão grande de versões que sua criação teria hoje em dia. O que é bom, pois nos mostra que a criatividade não tem limites.  

E é assim que queremos caminhar aqui na Desinchá, sem limites para a criatividade e para os chás, uhu! 

Desinchá Mix de verão pinã colada

 

 

Fontes:

http://www.sisenor.com.br/pina-colada-senta-que-la-vem-historia/  

http://www.drinquepedia.com/drinques/historias/284  

http://www.restaurantepicolino.com.br/imprensa/releases/voce-sabe-como-surgiu-a-pina-colada/  

https://jovempan.com.br/opiniao-jovem-pan/conheca-origem-da-pina-colada-bebida-do-verao.html   

https://papodehomem.com.br/receita-dr-drinks-ensina-a-pina-colada/ 

 

Por: Kauan Coelho

Comente aqui

avatar