Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

5 maneiras de ter uma alimentação sustentável

Você já parou para pensar no impacto que a nossa alimentação é capaz de causar no meio ambiente? 

Bom, o meio ambiente sofre com os impactos humanos há muitos anos. No quesito alimentação, isso pode ser sentido pelo desperdício de comida e desigualdade alimentar no mundo. Logo, hoje em dia é necessário um cuidado não só com o que compramos e como jogamos nosso lixo fora, mas também com a forma como é plantado, colhido e extraído nossos alimentos. 

E o desperdício tem tudo a ver sim, com sustentabilidade. E é aí onde entra o conceito de alimentação sustentável. 

Você sabe o quanto de lixo cada brasileiro joga fora? Segundo um relatório feio pela Embrapa, são jogadas mais de 40 kg de lixo por pessoa, por ano. Isso mostra para nós uma grande chance de mudança de hábitos para que possamos mudar esses números e consequentemente melhorando as condições do nosso meio ambiente. 

E como podemos ajudar? Bom, vamos aqui com 5 maneiras de se melhorar o meio ambiente através de uma alimentação sustentável

 

5 maneiras de ter uma alimentação sustentável

 

#1 USE OS ALIMENTOS INTEIROS (NADA DE DESPERDÍCIOS) 

E o que eu quero dizer com “alimentos inteiros”? Aproveitando tudo que ele tem para oferecer, desde os talos, casca e toda a parte comestível, claro. Principalmente para preparo de sopas (no caso dos vegetais) ou sucos (no caso das frutas e vegetais também), onde normalmente se coa para que não fique aqueles “resíduos”. 

“Por que eu devo fazer isso?”. Além de evitar o desperdício de comida, preservamos muitos dos nutrientes que se mantem nos talos e cascas dos alimentos. Aproveite seu alimento da melhor forma possível. 

 

Veja dicas para aproveitar os alimentos de forma integral: 

  • Os talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa, entre outros, contêm fibras, ferro e vitamina C e devem ser aproveitados em patês, refogados, recheios, no feijão e na sopa. 
  • As folhas da cenoura são ricas em vitamina A e devem ser aproveitadas para fazer bolinhos, sopas ou picadinhos em saladas. 
  • A água do cozimento das batatas, beterraba e cenoura, entre outros, acaba concentrando algumas vitaminas hidrossolúveis. Aproveite-a para fazer purês, arroz e gelatinas. 
  • As cascas da batata e da mandioquinha podem ser assadas em forno ou fritas em óleo quente e servidas como aperitivo. 
  • A casca da laranja é rica em cálcio e pode ser usada caramelizada ou em pratos doces à base de leite, como arroz doce e cremes. 
  • A parte branca (entrecasca) da melancia e do melão é rica em fibras e potássio e pode ser usada para fazer doces e em recheios salgados. 
  • Com as cascas das frutas (como goiaba, mamão e abacaxi), pode-se preparar sucos batendo-as no liquidificador. O bagaço (que sobra na peneira) desse suco pode ser aproveitado para preparar brigadeiros e bolos. 

 

#2 EVITE O USO DE EMBALAGENS 

O papel e plástico que protegem os alimentos com as embalagens, são uns dos maiores culpados pelo alto volume de resíduos no planeta.  

Se você se preocupa com o meio ambiente e preserva uma alimentação mais sustentável, é importante que um dos passos do seu dia a dia seja a redução de produtos embalados.  

A minha maior dica (desde sempre) é: consuma alimentos de verdade! Frescos, que não são embalados ou vem de um saquinho sem energia. Além de cheios de calorias, sódio e açúcar, eles não colaboram de forma positiva para o nosso planeta. 

 

#3 PRIORIZE OS ORGÂNICOS 

Os alimentos orgânicos têm sido cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas, graças à difusão sobre seus benefícios. 

Eles consistem em alimentos sem a exposição de pesticidas usadas no cultivo das frutas e verduras ou aos hormônios ingeridos pelos animais de criação como galinhas. Além dos orgânicos serem mais saudáveis, são mais saborosos e contribuem com a sustentabilidade. 

 

#4 QUE TAL MONTAR UMA HORTINHA? 

Calma, isso não quer dizer que você deve que tem um jardim com 10 mil hectares (mas se tiver, tudo bem também 😉). É possível montar uma hortinha em uma varanda onde você consegue cultivar algumas plantinhas, ou até mesmo em alguns vasos que você pode deixar onde quiser. 

Separe algumas horas do seu dia para fazer uma pequena horta em casa e ter uma alimentação mais saudável. Pode começar com poucas coisas, ao cultivar uma simples plantação de ervas e temperos, por exemplo, você contribui com a preservação do planeta e reduz os custos da sua alimentação. 

 

#5 RECICLE 

Em casos que você irá consumir alimentos industrializados, ou seja, os que tem embalagens, faça a separação do lixo para reciclagem. Isso ajuda a reduzir o impacto do que comemos sobre o planeta. O reaproveitamento de embalagens e destiná-las a uma outra função é importante para evitar que plástico e vidros acabem parando no meio ambiente e se acumulando nos mares e rios, o que leva à morte de diversos animais, por exemplo. Não queremos isso, né? 

Ah! Não posso deixar de mencionar que o nosso amado Desinchá tem o selo oficial do EuReciclo. Então, estamos juntos por essa causa! 

Como você viu, para implementar uma alimentação sustentável não é tão difícil. São os pequenos hábitos que podem fazer a diferença no planeta.  

Acha que consegue tentar? Vamos juntos por um planeta mais saudável.

 

Desinchá 

 

Por: Vitória Campos – Nutricionista 

Comente aqui

avatar