Loja Oscar Freire

Loja Shopping Iguatemi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

#janeirobranco: 6 passos para ficar em dia com a sua saúde mental

Apesar de ser pouco falado, janeiro é o primeiro mês do ano dedicado à conscientização dos cuidados com a saúde mental. Mais conhecido como janeiro Branco, essa campanha tem como objetivo mostrar a importância de estar em dia com nossa mente. 

Mas para estar em dia com nossa saúde mental, é importante identificar os pilares que podem influenciar negativamente para que você não esteja bem consigo mesmo.  

Muito do que nos afeta psicologicamente é fruto das energias negativas que absorvemos diariamente, como falamos no texto Como não absorver energias negativas do seu ambiente 

Segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), uma pessoa entre quatro será afetada por problemas mentais ou neurológicos em algum momento de suas vidas. 

E para que isso possa ser evitado, aqui vão alguns sinais que você deve ficar atento caso perceba a presença dele no seu dia a dia. 

Você está em dia com a sua saúde mental?

 

Fique atento as oscilações de humor 

De acordo com o levantamento do consórcio de saúde mental da OMS, transtornos de humor são a segunda doença mais prevalente de todos os transtornos mentais.   

Fique atento para estes sintomas: Se você se irrita ou se frustra com facilidade e seus níveis de tolerância estão muito baixos pode ser o início de uma saúde mental prejudicada. 

 

O mundo parece estar desabando? 

Segundo Ramchandran: “quando os relacionamentos com pessoas importantes (amigos, pais, parceiros) ficam confusos e você tende a odiar as pessoas, há um problema”, ele chama esse acontecimento de efeito cascata múltiplo. 

Se você sentir que está perdendo contato com o mundo e suas relações interpessoais, sociais etc. Provavelmente é hora de parar e reavaliar sua saúde mental. 

Fique atento aos sinais que seu corpo envia 

A dor é como uma mensageira enviando para o seu corpo alguns sinais físicos na tentativa de avisá-lo de que há um problema de saúde mental à espreita. 

O sinal de alerta virá “na forma de sintomas físicos ou somáticos inexplicáveis, tais como dores no corpo, sintomas gastrointestinais e assim por diante”, diz Samir Parikh, diretor de saúde mental e ciências comportamentais da Fortis Healthcare. 

 

Dormir e falta de apetite tem sido um problema? 

Ambos são sintomas muitas vezes ignorados. “Muitos transtornos mentais estão associados a distúrbios do sono”, diz Arora. “Psicoses, transtornos de humor, transtornos de ansiedade, síndrome do pânico e alcoolismo e costumam ser observados em pacientes que se queixam de problemas para dormir“, acrescenta ela. 

Dito isto, não se assuste à toa: não conseguir dormir de vez em quando, ou ter insônia depois de um dia agitado, é normal. 

 

Como anda sua memória? 

A maioria dos problemas psiquiátricos e psicológicos também provocam dificuldades nos processos cognitivos e mentais, incluindo falta de atenção e concentração, esquecimento e dificuldade na tomada de decisões. o mesmo vale para a procrastinação. 

Muita gente fica presa num círculo: tenta se concentrar em algo, mas simplesmente não é capaz, uma parte da pessoa quer, mas outra não quer. 

 

Mas depois que identificamos os sintomas, qual é o próximo passo? O que você pode fazer para com que sua saúde mental se estabilize e permita que você volte a ter uma vida simplificada? 

Bom, aqui vão algumas dicas do que você pode fazer quando detectar algum desses sintomas… 

 

1. Tenha uma rotina organizada 

Ter uma rotina ajuda muito seu organismo, incluindo sua mente a terem mais equilíbrio. Nosso cérebro se acostuma com as tarefas e responsabilidades quando elas são organizadas, e isso evita estresses desnecessários, como esquecer um compromisso, por exemplo. 

A mente consegue relaxar melhor quando você sabe que tem a maioria dos seus afazeres estão sob controle. Portanto, comece a usar sua agenda e veja como você vai ficar mais descansado e menos preocupado! 

 

2. Durma bem e na quantidade ideal

Tanto a falta quanto o excesso de sono são prejudiciais à saúde e podem ser um dos fatores causadores de problemas como estresse, ansiedade e até depressão. 

Por isso, tente descansar à noite, leia um livro, ouça uma música ou faça qualquer atividade de relaxamento, de modo a introduzir o sono aos poucos e, assim, criar uma rotina. Para conservar sua saúde física e mental, o ideal é dormir de 6 a 8 horas por noite. 

 

3. Faça 30 minutos diários de atividade física

Os benefícios da atividade física ultrapassam os resultados estéticos e da saúde do corpo em si. Fazer, no mínimo, 30 minutos de exercício físico diariamente ajuda a manter a oxigenação do cérebro em dia. Além disso, favorece a produção de endorfina, substância responsável pela sensação de bem-estar, que contribui diretamente para a boa saúde mental. 

 

4. Medite para que você melhore seu foco

Levar problemas do trabalho para casa e não conseguir relaxar é um problema muito comum. Por isso, a meditação tem sido usada frequentemente para melhorar o foco e aumentar o poder de concentração naquilo que se faz. 

Isso quer dizer que você vai aumentar sua produtividade no trabalho, mas também conseguir relaxar mais nos momentos de lazer, o que ajuda muito a colocar os pensamentos em ordem e aproveitar cada momento ao máximo, seja ele de trabalho ou de diversão. 

 

5. Não tenha medo de procurar ajuda se sentir necessidade

É importante se desvencilhar da ideia de que problemas psicológicos são sinais de fraqueza. Assim como qualquer parte do corpo, o cérebro tem substâncias químicas que podem entrar em desequilíbrio e causar problemas como depressão, síndrome do pânico e muitas outras. 

Por isso, não hesite em procurar ajuda quando julgar necessário e ir em busca do seu equilíbrio mental com o auxílio de um bom médico ou psicólogo. 

 

6. Distancie-se um pouco das redes sociais

É fato que as redes sociais ajudam muito na comunicação com pessoas que estão longe. No entanto, muitas vezes, elas podem aparentar uma vida que não é real. Pesquisas já mostram que redes sociais são nocivas à saúde quando usadas em excesso e que podem até causar depressão e ansiedade. Por isso, use-as com moderação e lembre-se de que nem tudo o que aparece nelas é real. 

 

E claro, por último e mais importante… Procure ajuda de um profissional especializado na área, ele mais do que ninguém poderá ajudar a manter o seu psicológico em dia. 

Agora que você já sabe como identificar sintomas de uma saúde mental prejudicada e cuidar da saúde mental, que tal começar a se organizar para incluir esses hábitos em sua rotina o quanto antes?  

E não se esqueça, saúde mental não é algo que devemos nos preocupar somente em janeiro, mas é algo que devemos cuidar de janeiro a janeiro. Não deixe de se atentar quanto sua saúde mental, procure hoje meios de estar o mais saudável possível

 

Quer mudar seus hábitos e trazer mais equilíbrio para a sua rotina? Conheça o programa Hábito Zen – Yoga e Meditação para Iniciantes. Um curso completo de 14 dias que vai deixar os seus dias muito mais leves.

  • Aulas para iniciantes e praticantes mais avançados;
  • Tonifique o seu corpo e trabalhe sua mente;
  • Melhore sua estabilidade física;
  • Melhore sua flexibilidade, força e equilíbrio;
  • Trabalhe o corpo e a mente;
  • Medite onde e quando quiser.

Programa Hábito Zen

Por Thayná Ramos

Comente aqui

avatar