Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

6 receitas de farinhas low carb e sem glúten

Focamos bastante aqui na alimentação Low Carb (caso você tenha perdido algum de nossos textos, clique aqui), que nada mais é do que a redução da ingestão de carboidratos da nossa dieta. Essa dieta não vem somente com o objetivo de perda de peso, mas também de conquistar mais saúde e qualidade de vida, afinal, somos a favor de levar uma vida mais leve. 

Mesmo que esse tipo de alimentação esteja em alta e sendo aderida por muitas pessoas, não podemos negar que existe sim aquela saudade do bom e velho carboidrato, ou mais especificamente falando, da farinha branca. E o que eu quero dizer com a saudade da farinha branca? Bom, basicamente todos tipos de bolos, pães, massas, tortas e doces maravilhosos que tem como ingrediente principal, a farinha branca.  

Mas esse tipo de farinha não é muito bem vinda na dieta Low Carb, né? Ela também é evitada por muitos que preferem tirar o glúten (proteína do amido) da alimentação e principalmente por aqueles que são celíacos (alérgicos ao glúten).  

Então como conseguimos manter algumas dessas delícias na nossa vida sem que o alimento seja cheio de carboidrato e glúten? 

É bem simples! Existem algumas farinhas low carb (deliciosas, inclusive), que além de muito fácil de serem encontradas, são fáceis fazer em casa, caso você queira. Elas podem ser incluídas na Low Carb e também são 100% sem glúten! Que maravilha, vamos conhecê-las: 

6 receitas de farinhas low carb e sem glúten

 

#1 Farinha de amêndoa 

Uma das farinhas low carb mais populares atualmente, a farinha de amêndoas é baixa em carboidrato e isenta de glúten, além de ser fonte de fibras (responsáveis por aumentar nossa saciedade e controlar o açúcar do sangue), vitamina E, magnésio e antioxidantes.  

Além disso é facilmente usada em inúmeras receitas por possuir um sabor neutro, ser super versátil e substituir a farinha de trigo (você usar a proporção de 1:1 da farinha de amêndoa) 

 

Como fazer 

 

Ingredientes 
  • 250 g de amêndoas cruas 
Modo de preparo 
  1. Retire a casca das amêndoas: Coloque água numa panela média e leve ao fogo. Quando a água estiver fervendo, desligue o fogo e adicione as amêndoas com pele por 30 segundos. Escorra as amêndoas e lave-as em água fria. A pele das amêndoas inflam e soltam-se do miolo claro, sendo possível retirá-las facilmente com as mãos. 
  2. Seque as amêndoas: Coloque as amêndoas sem casca em uma assadeira grande para secar no forno preaquecido a 50°C. 
  3. Moa as amêndoas: Espere as amêndoas esfriarem e coloque-as no multiprocessador ou liquidificador. Bata até que se forme uma farinha fina. É importante não processar demais, pois as amêndoas começarão a liberar o óleo e se transformarão em manteiga de amêndoa.  
  4. Peneire a farinha de amêndoa: Peneire a farinha de amêndoa numa tigela e moa novamente a farinha que ficou retida na peneira. 
  5. Armazene a farinha de amêndoa: A farinha de amêndoa é oleosa, o que a torna mais propensa a oxidação e ranço, por isso guarde-a num recipiente hermético na geladeira por até seis meses ou no freezer por até 12 meses. 

  

#2 Farinha de linhaça 

Essa farinha é uma ótima fonte de fibra solúvel e insolúvel, elas que auxiliam para um bom funcionamento do intestino, então para quem tem problemas com intestino preso, a linhaça é uma maneira de trazer mais fibras para amenizar esse problema. Além disso a linhaça tem o poder de melhorar a saúde do coração, controlar a glicemia, a saciedade e é fonte de gorduras boas assim como o ômega 3

Ela é também uma boa opção para misturar com outras farinhas low carb ao fazer pães ou até mesmo para colocar no iogurte ou em frutas. Fica uma delícia! 

#DICADANUTRI: é melhor moer a linhaça na hora que você for usar sua farinha – tanto em termos nutricionais quanto para a conservação do sabor. 

  

Como fazer

 

Ingredientes 
  • Sementes de linhaça dourada ou preta
Modo de preparo 
  1. Basta bater as sementes de linhaça dourada ou preta no liquidificador até se formar uma farinha. 
  2. Armazene em pote escuro na geladeira. 

  

#3 Farinha de coco 

Ela apresenta fibras, proteínas, carboidratos em pequena proporção, gordura monoinsaturada e saturada e é isenta de glúten. A farinha de coco vai muito bem em pães, saladas de frutas, iogurtes. 

Por ser naturalmente um pouco mais adocicada, as receitas que levam ela necessita de uma menor quantidade de adoçante, sendo uma ótima opção pra sobremesas que necessitem de um ingrediente mais seco. Perfeita para preparações doces, a farinha de coco deixa um sabor incrível nas receitas. 

Além disso ela é muito fácil de ser encontrada em lojas de produtos naturais e armazéns.  

  

Como fazer

 

Ingredientes 
  • 1 coco seco 
Modo de preparo 
  1. Quebre o coco dando marteladas na casca (ou o envolva em uma toalha e jogue-o contra o chão ou muro). 
  2. Corte a polpa do coco em pedaços e bata com 700 ml de água utilizando o liquidificador ou processador. 
  3. Coe tudo passando em uma peneira fina ou pano de algodão. Aí temos o leite de coco. 
  4. Coloque a polpa restante na frigideira com fogo médio e mexa por cerca de 20 minutos. A farinha estará seca e pronta. 

  

#4 Farinha de castanha de caju 

Esta farinha é isenta de glúten, rica em gordura mono e poli-insaturadas, diminuindo o LDL-colesterol do sangue. A farinha de castanha de caju também apresenta boas quantidades de magnésio e zinco. É indicada para preparar bolos, farofas, adicionar em iogurtes e saladas de frutas. 

A farinha de castanha de caju é ótima uma substituta (ou uma adição) interessante à farinha de amêndoas. Ela é relativamente fácil de encontrar – e também costuma ser mais barata. 

  

Como fazer

Ingredientes 
  • Castanha de caju 
Modo de preparo 
  1. Coloque as castanhas em uma assadeira e leve em forno médio. 
  2. Retire depois de assadas. Deixe esfriar e bata aos poucos no liquidificador até que se forme uma farinha. 

  

#5 Farinha de casca de maracujá 

Sim, é possível fazer uma farinha com a casca do maracujá (como você já pode ter percebido até agora, é fácil de fazer farinha com vários tipos de alimentos nutritivos) 

Esta farinha peculiar é uma boa opção de farinha Low Carb, mas, vale destacar: ela apresenta carboidrato, porém reduzido. Ela é rica em fibras, principalmente a pectina, um tipo de fibra que atua no controle do colesterol e glicemia. 

A farinha de maracujá traz como grande vantagem o fato de que ela tem um custo bastante acessível. É uma opção interessante por ter a textura próxima a farinha de trigo e por estar sendo cada vez mais comum em supermercados e lojas especializadas. 

  

Como fazer

Ingredientes 
  • 1 maracujá 
Modo de preparo 
  1. Lave bem os maracujás. Corte ao meio e retire muito bem a polpa. 
  2. Coloque-os em uma assadeira e leve ao forno médio por 30 minutos. Mexendo às vezes. 
  3. Depois, espere esfriar. Bata em um liquidificador até obter uma farinha. Se desejar, pode peneirar. 

  

#6 Farinha de nozes 

Também é isenta de glúten e apresenta uma concentração baixa de carboidrato. A farinha de nozes é cheia de antioxidantes, como a vitamina E, e gorduras mono e poli-insaturadas.  

Ela é indicada no preparo de bolos, tortas, pães e principalmente sobremesas: bolos doces e receitas com chocolate amargo dão um sabor incrível. Por elas não liberarem leite durante a preparação da farinha, o resultado apresenta aroma e sabor bem marcantes. Sendo assim, se você é um fã de nozes irá adorar essa farinha. 

Como fazer

Ingredientes 
  • 250g de nozes 
Modo de preparo 
  1. Retire as nozes das cascas, coloque em uma assadeira e leve ao forno até ficarem douradas. 
  2. Espere esfriar e vá batendo aos poucos no liquidificador até se formar uma farinha. 

  

Tenho certeza de que agora depois destas receitas e com tantos benefícios que as farinhas low carb e sem glúten tem a oferecer, você não vai querer ficar em casa babando por um bolo de chocolate, né? Corre já para cozinha e vá preparar alguma farinha deliciosa para preparar uma sobremesa sem culpa. 

Sabe o que combina bem com um docinho low carb? Ouvi dizer que um tal de Desinchá não pode sair da mesa no seu lanchinho da tarde… garanta já o seu 😊 

 

Desinchá

 

POR NUTRICIONISTA VITÓRIA CAMPOS 

Comente aqui

avatar