Loja Oscar Freire

Loja Shopping Iguatemi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

ADOÇANTES: “QUAIS DEVO USAR?”

Ahhhh, o açúcar… Pra muita gente, essa é a substância mais difícil de largar quando estamos entrando em uma dieta nova. E o que pode nos salvar nessas horas pra quem não quer abrir mão de comer uma sobremesa ou adoçar as bebidas? O uso de adoçantes. É por isso que vim aqui hoje. Pra ensinar pra quais adoçantes devemos dar mais atenção, quais devemos evitar, e quais são as opções naturais que podemos inserir nas dietas com mais facilidade e sem preocupações. 

adoçantes

Primeiro, vamos a alguns fatos importantes sobre os adoçantes

  • Não devemos usar à vontade. O ideal é que você acostume o seu paladar ao sabor natural dos alimentos para que não sinta necessidade de adoçar o tempo inteiro. 
  • Nem todos os adoçantes fazem bem à saúde. Então é fundamental que você leia os rótulos dos adoçantes e dos produtos no mercado.
  • Se você está fazendo uma dieta low carb, os adoçantes naturais são liberados para uso com moderação. 

 

Em dúvida sobre quais as melhores opções? Conheça agora os adoçantes mais indicados (os naturais): 

STEVIA 

Um dos mais populares entre as dietas – principalmente a low carb. Como dito acima, a stevia é um adoçante natural extraído a partir de uma planta chamada Stevia rebaudiana.  

O uso da stevia pode te trazer também, segundo alguns estudos, benefícios para saúde como: redução da pressão arterial (em casos de hipertensos), redução dos níveis de açúcar do sangue em diabéticos, melhora da sensibilidade à insulina, diminuição dos níveis de LDL (colesterol) no sangue. 

Ah! E você sabia que a planta stevia tem o poder de adoçar até 300 vezes maior que o açúcar? Pois é! Isso significa que uma quantidade muito menor de stevia pode adoçar muito mais seu cafezinho do que várias colheres de açúcar. Mais um ótimo motivo pra substituir, né? 

 

XILITOL 

Outro adoçante natural, o xilitol, é um álcool de açúcar. Com sabor semelhante ao da sacarose (açúcar comum), não é encontrado puro. Normalmente é usado na pra amenizar o gosto amargo de algum outro edulcorante (adoçante). Seu poder de adoçar corresponde a 50% do açúcar. Além de ser baixo em calorias, ele tem o diferencial de causar uma sensação refrescante na saliva. 

O xilitol também melhora a densidade óssea, prevenindo doenças como a osteoporose, já que potencializa a absorção de cálcio. Contudo, por ser um álcool de açúcar, pode causar efeitos colaterais no sistema digestivo quando ingerido em grandes quantidades. 

Seu consumo diário é de 30 g a 50g em doses parceladas por dia, embora algumas pessoas não tolerem quantidades superiores a 10g. 

ERITRITOL 

Também considerado um adoçante natural, o eritritol é outro álcool de açúcar. É um edulcorante bem doce, com 10 vezes menos calorias que o xilitol e é encontrado em algumas frutas. A tolerância digestiva do eritritol é bem elevada, o que quer dizer que você pode consumir mais.

Por falar nisso, ele não aumenta o nível glicêmico no sangue! Portanto, é seguro para diabéticos, além de não promover a cárie dentária. Eritritol 1 x 0 Açúcar. 

Apesar de ser um adoçante natural, o eritritol não deve ser consumido em excesso, pois pode causar problemas digestivos. Agora… Ele é mais tolerado do que a grande maioria de álcoois de açúcar, o que é outro ponto positivo. 

Esse adoçante possui 70% da doçura do açúcar. 

 

VAMOS COMPARAR O AÇÚCAR COM OS ADOÇANTES? 

Açúcar de mesa: 4 calorias por grama 

Stevia: 0,81 calorias por grama 

Xilitol: 2,4 calorias por grama 

Eritritol: 0,24 calorias por grama 

  

QUAIS ADOÇANTES EVITAR

Existem também os adoçantes aos quais você deve evitar consumir. Esses são adoçantes artificiais e estão relacionados a riscos de câncer, Alzheimer, enxaquecas, edemas (inchaços): 

  • Aspartame 
  • Sucralose 
  • Acessulfame de Potássio
  • Sacarina Sódica 

Diferente dos citados anteriormente, esses adoçantes não têm origem de alguma planta natural. Ou seja: são criados em laboratório e possuem muitos efeitos colaterais, além de alguns serem cancerígenos. Por isso preste bastante atenção, principalmente se for comprar um produto zero açúcar no supermercado. 

Não se esqueça do mais importante: não há perfeição dentro da nutrição. Dificilmente conseguimos atingir um estágio em que não consumimos absolutamente nada que faz mal à saúde. Afinal, estamos vivendo na era dos industrializados e da “falta de tempo” pra cozinhar em casa. 

Meu objetivo aqui é ressaltar que podemos preferir as escolhas que fazem mais sentido para nossa saúde e que não vão atrapalhar 100% nossa dieta ou meio de chegar em um objetivo ou meta desejada para seu corpo. Então… Não é à toa que eu digo: de nada adianta evitar o açúcar se você consome uma grande quantidade de adoçantes artificiais que podem ser cancerígenos. Tudo em excesso faz mal.

Viva com equilíbrio e faça escolhas inteligentes. Moderação sempre, e não esqueça de ser feliz! Um docinho esporádico não vai acabar com os seus esforços se você come bem na maior parte do tempo. 

E sabe uma coisa que também combina muito com os adoçantes naturais? Desinchá! Mesmo que você não consiga tirar o açúcar da sua vida, vale mudar para estes adoçantes que citei, e ainda aos poucos começando a tomar seu Desinchá puro.

Desinchá

Comente aqui

avatar