Alimentos integrais fazem tanta diferença assim?

Eu sempre fui muito resistente aos alimentos integrais. Sempre tive a impressão de que eram praticamente a mesma coisa dos “normais”, porém mais caros e com menos sabor. Por qual razão eu ia preferir uma massa integral sendo que a branca já é tão boa?!  

Quando comecei a fazer academia, tentaram me convencer de novo a mudar para os integrais, dessa vez para melhorar minha dieta e meus resultados. Mas também pensei: eu faço exercício exatamente para poder comer o que eu quiser. 

A verdade é que dar um Google para entender melhor as coisas que já me davam ranço logo de primeira nunca foi o meu forte. E acho que as pessoas ao meu redor também, pois ninguém nunca falou muito sobre alimentos integrais. 

Sorte que eu cresci, as informações passaram a chegar com mais facilidade graças a maravilhosa internet e agora eu me preocupo com a minha saúde. Então vamos ao que interessa.  

Alimentos integrais fazem tanta diferença assim?

Afinal, o que são os alimentos integrais?  

Alimentos integrais são, basicamente, grãos e cereais (como trigo, arroz, aveia e centeio) que não passaram por nenhum processo amaldiçoado de refinação. Então eles conseguem conservar todos os todos os seus componentes originais, inclusive cascas e películas protetoras, ou seja: mantém as partes ricas em nutrientes. Fora os mineraisvitaminas, antioxidantes e nossas maravilhosas fibras (falamos sobre elas aqui no blog nos posts Eu testei: comer 25g de fibras por dia durante 1 semana e Mais fibras contra a prisão de ventre.  

 

A África nos ensinou sobre os integrais  

Esse tipo de alimento era pouco valorizado até os anos 70, quando médicos ingleses descobriram, na África, que as populações que se alimentavam com cereais integrais possuíam menos casos de problemas intestinais.  

 

Isso também popularizou as fibras  

Os alimentos integrais possuem as fibras solúveis, que nada mais são do que fibras capazes de serem digeridas. E como já dissemos nos links acima, elas ajudam a reduzir o colesterol e a glicose sanguínea, além de serem ótimas para o funcionamento do intestino.  

 

Cuidado! Integrais não são, necessariamente, menos calóricos 

Alimentos integrais são, sim, mais saudáveis do que os refinados. Porém, eles não possuem menos calorias do que os ditos “tradicionais”.  

 

Por que ainda consumimos alimentos refinados, então?  

Eles ainda são mais aceitos por, teoricamente, terem uma textura e sabor melhores. Além do fato de terem um prazo de validade maior, podendo ficar mais tempo nas prateleiras. Mas tudo é uma questão de gosto também, né?  

 

Cuidado com alimentos integrais para crianças!  

A alimentação infantil não é igual à dos adultos. Crianças abaixo de 1 ano não devem comer alimentos integrais e, acima de um ano, é preciso moderação. Isso por causa de uma substância chamada fitato. Ela atrapalha a absorção de nutrientes, como cálcio e ferro. Portanto, se consumido em excesso, o alimento integral vai atrapalhar o crescimento da criança. 

 

Depois de muita resistência, hoje eu troco tudo que é possível por integral e não sinto diferença. E você, já trocou?  

Voltaremos em breve com mais informações.  

 

Produtos Desinchá

Comente aqui

avatar