Anemia não é só falta de ferro, ok?

Hoje o papo é sério: você provavelmente ouvia, quando criança, que alguma pessoa próxima estava com anemia que isso se dava por falta de ferro. Mas você realmente saberia identificar se estivesse com essa doença, ou se alguém próximo estivesse?  

Vamos direto ao ponto. Anemia é uma doença caracterizada pela deficiência na concentração da hemoglobina ou na produção de hemácias. Os principais sintomas são: cansaço, falta de memória, tonturas e fraqueza. 

Anemia não é só falta de ferro, ok?

Mas anemia é, na verdade, um nome genérico para determinadas condições que são caracterizadas pela deficiência na concentração da hemoglobina (elemento do sangue com a função de transportar oxigênio dos pulmões para nutrir todas as células do organismo) ou na produção de hemácias (também conhecidas por glóbulos vermelhos).  

A anemia é um sinal de alguma doença provocada por alguma alteração sanguínea. Mas esse problema pode ser agudo, crônico, adquirido ou hereditário. Alguns exemplos:  

Aguda:  

Esse estado se dá quando a pessoa perde muito sangue rapidamente, o que pode ocorrer em cirurgias, acidentes, sangramentos gastrintestinais, etc.  

Crônica:  

É aqui que a doença pode ser adquirida ou hereditária. No caso das adquiridas, pode ser por deficiência nutricional, na gestação, por deficiência de ferro (anemia ferropriva, a mais comum), por carência da vitamina B12 ou de ácido fólico. 

 

Importante saber: no caso da anemia aguda, os sintomas mais importantes são provocados pela redução do sangue que circula pelo corpo. O que mais ocorre, com isso, é a queda da pressão arterial.  

Já na anemia crônica, como dito no começo desse texto, causa palidez cutânea e nas mucosas, cansaço, falta de memória, tonturas, fraqueza, dores musculares, sonolência, falta de ar, taquicardia (já que o coração precisa bater mais rápido para levar oxigênio para todo o corpo). E esses sintomas se potencializam ao praticar alguma atividade física.  

Para saber quais são as recomendações para cada tipo de sintoma relacionado com a anemia, consultei o blog do nosso sempre carismático Dr. Drauzio Varella, que diz:  

  • Em caso de palidez, gengivas esbranquiçadas, unhas descoloridas: procure um médico para diagnóstico e tratamento;  
  • Opte por uma alimentação saudável e variada. Isso é indispensável para prevenir a ocorrência de anemias causadas por carência nutricional; 
  • O risco de adquirir essa doença aumenta na gestação e durante o aleitamento materno, nos primeiros anos de vida das crianças e nos idosos. 

 

Ou seja, queridos desinchamigos: anemia não é só deficiência de ferro. Ela é ampla e traz vários tipos de complicações.  

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 30% da população do planeta (cerca de 2,2 bilhões de pessoas) sofrem de algum tipo dessa doença. Seja em países desenvolvidos ou subdesenvolvidos, a anemia é tratada como um problema de saúde pública.  

Então lembre-se sempre, caro leitor: 

  • Anemia não é apenas sinal de má alimentação. Outros fatores, como infecção ou gastritepodem levar à doença.  
  • Existe uma história de que a anemia, caso não tratada, evolui para leucemia. E isso não é verdade. O que ocorre é apenas o contrário: a leucemia pode causar anemia  
  • Não é toda anemia que tem origem genética, pelo contrário: a maioria delas é adquirida.  
  • Diabetes também pode causar essa doença, pois prejudica os rins. 

Hoje não tem texto pra finalizar, amigos. Apenas se cuidem, por favor. Anemia é coisa séria.  

Assinatura Desinchá

Comente aqui

avatar