Ar-condicionado faz mal à saúde?

Já falei isso aqui mais de uma vez, mas sempre recorro ao Google para, além de me informar sobre o tema que pretendo escrever, medir o nível do conteúdo que temos sobre ele na internet. Bom, o texto de hoje é sobre o ar-condicionado, e o que encontrei na busca foram dezenas de páginas sobre vendas e manutenção do produto, além de vídeos de uma música do Wesley Safadão.  

Ou seja: aparentemente não falamos muito sobre os efeitos do ar-condicionado em nosso corpo. Ou pelo menos isso não está nada em evidência. Bom, em uma boa parte do Brasil está bastante frio, então talvez faça sentido essa discussão não estar em pauta.  

Mas por mais que sua cidade esteja fria, já vamos te deixar preparado para dias mais quentes e falar sobre os cuidados que devemos ter com o ar-condicionado. Então vamos recorrer a velha pergunta:  

 

Afinal, ar-condicionado faz mal? 

Depende. O aparelho, em si, não é prejudicial ao corpo. Mas, para diminuir a temperatura, ele pega todo o ar do ambiente e retira a umidade. E é essa umidade baixa que pode trazer problemas: o ar seco do ar-condicionado faz mal às vias aéreas, irritando-as.  

Ar-condicionado faz mal à saúde?

Ar limpo, só com o aparelho limpo 

Outro ponto importante é a manutenção. O filtro do ar-condicionado acumula partículas de poluentes, fungos e bactérias. Com o tempo, o ar que sai do eletrodoméstico fica tão poluído quando o ar da rua. Por exemplo: se o ar-condicionado do seu escritório está sempre ligado e a manutenção não é feita regularmente, o ambiente fechado será ideal para a proliferação de vírus, como o da gripe.   

 

Ar-condicionado faz mal para alérgicos?  

Quem sofre com esse problema pode ter algumas complicações com o aparelho. Além do ar seco e da manutenção, pessoas com rinite, bronquite e outras podem ter suas crises atacadas ao tomarem um choque térmico por estar, por exemplo, em um ambiente quente e entrar em um gelado pelo ar-condicionado. Isso é chamado de reflexo colinérgico, uma defesa do organismo contra mudanças bruscas de temperatura. Isso provoca espirros, congestão nasal e tosse.  

 

Ele afeta mais algumas pessoas do que outras? 

Um estudo publicado no New York Times sugere que o ar-condicionado afeta mais as mulheres. Isso se dá pelo fato de o corpo da mulher demandar mais energia para manter a temperatura estável e, além disso, estudos também mostram que o corpo da mulher possui um número maior de receptores ao frio do que os homens. E durante o ciclo menstrual, a temperatura corporal da mulher pode oscilar entre 0,5 e 0,8 graus. 

Num escritório, por exemplo, a energia da mulher é mais gasta para compensar a temperatura corporal do que para focar no trabalho. As configurações do ar-condicionado são de 1960, época em que poucas mulheres estavam no mercado. Ou seja: o ar-condicionado foi pensado para homens, praticamente. Tenha empatia pela sua colega de trabalho e aumente um pouquinho o ar.  

 

Recomendações para o uso do ar-condicionado:  

1) Quanto você estiver com o ar-condicionado ligado em algum cômodo, mantenha bastante água no ambiente (para ficar confortável, a umidade deve ser de 50% a 60%);  

2) Hidrate-se sempre e mantenha-se protegido contra o frio; 

3) Se você fica com o ar ligado o dia inteiro (ou durante a noite), o ideal é não deixar a temperatura muito baixa, assim você não resseca ainda mais as mucosas; 

4) Umedeça seu nariz com soro fisiológico antes de dormir e tenha sempre um copo de água por perto;  

5) Abra as janelas! Seja na sua casa, no escritório ou no seu carro, deixar a ventilação rolar renova o ar do ambiente. 

6) Veja com atenção a quantidade de BTU/h do equipamento. Quanto maiores os BTUs, mais potente será a troca de ar. Portanto, cada tamanho é ideal para cada tipo de cômodo ou espaço.  

7) Preste atenção no total de energia consumido pelo eletrodoméstico e se a limpeza dele é simples. Manter o ar-condicionado limpo é bom não só para a saúde, mas também para que ele funcione bem, gastando menos energia.  

8) Pets possuem os mesmos problemas respiratórios que nós. Portanto todas essas regras valem para eles também. 

9) O ar-condicionado do seu carro também precisa de manutenção. O ideal é que você troque o filtro de 6 em 6 meses, caso você viva em alguma grande metrópole. Caso viva em uma cidade pequena, você pode trocar o filtro anualmente.  

 

Seu corpo vai agradecer demais.  

Assinatura Desinchá

Comente aqui

avatar