Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

Calistenia: conheça esse treino funcional e democrático

Calistenia. Do grego “kallistenés”. Cheio de vigor. Ou do grego “kallos” e “sthenos”. Beleza e força. A harmonia entre mente e corpo. A arte e a ciência do belo movimento. Essa é a ideia original dessa atividade física. Mas atualmente ele está presente em treinos funcionais, street workout e crossfit. Afinal, o que é calistenia?

calistenia

Calistenia: treino funcional e democrático 

A definição de calistenia é utilizar o peso do próprio corpo para construir massa muscular. Seus exercícios desenvolvem habilidades corporais, como coordenação motora, equilíbrio, flexibilidade e consciência corporal.   

Apesar de algumas divergências, podemos dizer que calistenia é um treino funcional que não utiliza acessórios. Nada de aparelhos de academias. Algumas barras fixas e bastões podem ajudar. Mas é possível realizar exercícios sem qualquer equipamento e mesmo assim desenvolver seus músculos

Quando falamos de calistenia, o treino pode ser bem mais prazeroso. Isso porque você pode fazer ao ar livre, em casa e onde desejar. Afinal, você só precisa do seu corpo. Abdominais, saltos, corridas e apoios trabalharão sua força corporal. Isso tudo com o objetivo de prepará-lo para levantar seu próprio peso. 

Você se lembra da destreza com que escalávamos uma porta aos 7 anos? Ou como pulávamos o muro com facilidade? A queimada na escola? Os anos escolares são bons exemplos de quando fazíamos calistenia sem saber.  

 

Calistenia: treino de princípios 

O método da calistenia se originou da ginástica sueca e alemã. Ele se destinava a toda a população, adultos e crianças. O maior objetivo era promover a saúde e o bem-estar. Ao mesmo tempo, era também uma ginástica militar, com exercícios para preparar o soldado contra o inimigo. A calistenia também era uma ginástica pedagógica, que pretendia eliminar vícios, corrigir postura e lidar com outras doenças. E, por fim, procurava desenvolver a harmonia do organismo com a dança e movimentos suaves. Bastante coisa, né? 

Mas qualquer acepção da calistenia obedece a seis princípios de estruturação

  • Seleção: exercícios cuidadosamente escolhidos para despertar hábitos educativos, higiênicos, recreativos e de adaptação ao meio; 
  • Precisão: exercícios executados perfeitamente, segundo definições de extensão, direção e velocidade, com o fim de alcançar agilidade e beleza; 
  • Totalidade: exercícios com meta de trabalhar o corpo de modo geral, buscando equilíbrio, elegância e boa postura.  
  • Progressão: exercícios cuja intensidade de esforço aumentam gradualmente em número, velocidade e complexidade; 
  • Unidade: exercícios selecionados são complementares e evitam excesso de sobrecarga; 
  • Adaptação: exercícios consideram idade, sexo e ocupação do praticante.

Benefícios 

Falamos dos princípios da calistenia, treino do belo movimento, como uma curiosidade. O importante que você deve ter em mente são seus benefícios. É uma atividade física que promove saúde e bem estar. E isso se dá de diversas maneiras. 

A calistenia é um treino que aumenta a massa muscular e a força física. Melhora a resistência, a mobilidade, a flexibilidade e o equilíbrio corporal. Ao aumentar o gasto energético, ajuda a reduzir o percentual de gordura corporal e a acelerar o metabolismo.  

Pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe concluíram que o treino calistênico aumentou agilidade, força e resistência dos participantes. Foram 15 indivíduos entre 19 e 40 anos, 27 treinos de 50 minutos, três vezes por semana. 

Além dos benefícios para o corpo, é também ótima para o bolso: não é preciso comprar equipamentos e acessórios caros, é gratuita e pode ser praticada em qualquer lugar. 

 

Calistenia: treino de exercícios conhecidos 

A calistenia é um treino interessante, porque já conhecemos basicamente todos os seus exercícios.  

Para a região de membros superiores, temos os apoios, as barras, as flexões e a parada de mão. Os apoios trabalham peitoral, ombros e tríceps. As barras (bilaterais e unilaterais) demandam bastante dos ombros (adutores e extensores) e dos flexores do cotovelo. A flexão super-homem ou explosiva é um pouco avançada, tome cuidado. A parada de mão é a famosa bananeira, e é ótima para a região escapular e ombros. 

Na região do tronco e abdômen, temos os famosos abdominais, a prancha (com suas inúmeras variações) e a impossível bandeira humana (fortalece oblíquos internos e externos, e musculaturas profundas da coluna). Por fim, os membros inferiores são estimulados com agachamentos diversos. 

Antes de praticá-los, lembre-se da progressão. Qualquer pessoa pode praticar a calistenia. Mas faça tudo no seu ritmo. Inicie com exercícios simples antes de passar aos complexos.

Com 4 treinos semanais (2 para membros superiores e dois para membros inferiores), você conseguirá bons resultados. E alterne os dias para que os músculos descansem da fadiga resultante dos treinos.  

E sempre, sempre, sempre procure pela orientação de um professor de educação física. 

Se você não curte academia, a calistenia é mais um treino que pode te colocar em movimento. Útil para quem quer emagrecer ou ganhar massa muscular, ele deve vir acompanhado de outros bons hábitos, especialmente alimentares.  

Uma dieta equilibrada é fundamental para nosso bem-estar, assim como um Desinchá. Já tomou o seu hoje?

Desinchá 

Comente aqui

avatar