Parece uma piada, mas acontece que a combinação clássica de azeite e tomates está cheia de guloseimas que podem dar à pele um impulso antioxidante para acalmar a inflamação, reduzir os danos causados pelo sol e combater as linhas finas. 

Infelizmente, isso não significa que devemos comer pizza ou penne em nome da pele brilhante. Neste ponto, os cientistas não encontraram nenhum benefício comprovado pra pele do queijo mussarela e farinha de trigo (sim, isso me deixa triste também). Mas cada vez mais dermatologistas estão dizendo pras pessoas entrarem no trem do tomate por causa dos muitos benefícios de algo chamado licopeno – o nutriente que sua pele nem sabia que precisava. 

Pra descobrir mais sobre a conexão entre tomates saborosos e super pele, falei com dermatologistas para entender melhor o licopeno. 

tomates


Lico, o que? 

O licopeno é um nutriente vermelho da família dos carotenóides que dá aos tomates, melancias e goiabas sua tonalidade característica. Embora seja encontrado naturalmente em algumas frutas e legumes vermelhos e cor de rosa, os tomates têm o maior licopeno de longe. À medida que o tomate amadurece, seu conteúdo de licopeno aumenta cada vez mais. 

Então, por que esses tomates vermelhos maduros são tão bons para nós? “O licopeno é um excelente antioxidante derivado de alimentos, com muitos benefícios para a pele que abrangem todo o espectro de bem-estar da pele”, diz Karin Hermoni, PhD, chefe de ciência e nutrição da Lycored. “O nutriente não apenas apaga os radicais livres, mas também induz o mecanismo de proteção do corpo contra o estresse oxidativo e a inflamação, melhorando a resiliência da pele e permitindo que as células da pele lidem melhor com o meio ambiente”. 

Em termos mais simples: quando você tem muitos radicais livres, isso estressa o corpo. Os antioxidantes tornam os radicais livres inofensivos, ajudando a reduzir o estresse, a inflamação e os sinais de envelhecimento. 

 O licopeno é um antioxidante especialmente forte, por isso pode ajudar sua saúde geral, além da aparência da sua pele. Além disso, os antioxidantes ajudam a reverter os sinais de envelhecimento, o que significa pele mais gorda e linhas finas reduzidas. Em suma, o tomate ajuda você a parecer um pouco mais jovem e a se sentir um pouco melhor.

 

O que exatamente o licopeno faz pela pele? 

“Antioxidantes ajudam a prevenir e desfazer danos ao colágeno na pele. O licopeno ajuda especificamente a prevenir a descoloração da pele, alterações de textura e linhas finas e rugas ”, diz o dermatologista Tsippora Shainhouse, da Stay Skin Safe. 

O licopeno não pode atrasar o relógio biológico, mas aumentando sua ingestão de licopeno, você pode melhorar a saúde do colágeno na pele e interromper algumas das linhas finas antes que elas comecem. 

O licopeno pode beneficiar qualquer tipo de pele, mas funciona especialmente bem para peles sensíveis e com sinais de envelhecimento precoce. “O tomate atua como adstringente e pode reduzir a aparência de grandes poros”, diz Shainhouse. Além disso, o antioxidante acalma o processo inflamatório do corpo, reduzindo a vermelhidão e a irritação, de acordo com Hermoni. Adicione as propriedades anti-envelhecimento e o licopeno tem algo a oferecer para todos os tipos de pele. 

Mas o que realmente diferencia o licopeno de todos os outros antioxidantes é seu potencial efeito sobre os danos causados pelo sol. Um estudo no British Journal of Dermatology descobriu que os suplementos de licopeno ajudaram a proteger a pele dos raios UV.   

O pequeno estudo descobriu que os participantes que tomaram licopeno extra tiveram significativamente menos danos causados pelo sol em comparação com o grupo placebo. Isso não significa que você pode comer um tomate e renunciar ao filtro solar. “O uso de protetor solar e carotenóides de tomate pode aumentar a resiliência da pele e apoiar um relacionamento saudável com o sol”, diz Hermoni. 

  

As melhores maneiras de obter mais licopeno 

Embora você possa obter mais licopeno através de sua dieta, isso realmente ajudará sua pele? Hermoni diz que sim! Pra melhores resultados, ela sugere o uso de tratamentos tópicos e dietéticos. Isso pode significar adicionar um soro rico em licopeno ou uma máscara à sua rotina de cuidados com a pele. Mas a peça dietética do quebra-cabeça ainda é a mais importante. 

“Foi demonstrado que os carotenóides de produtos ingeríveis contribuem mais para o acúmulo de carotenóides na pele, em comparação com os tópicos”, diz Hermoni. “Então, se você escolher apenas um, opte por uma dieta saudável em vez de uma máscara de carotenóide.” 

Dito isto, um tratamento tópico com licopeno não será prejudicial; portanto, se você estiver com vontade de experimentar um ingrediente diferente em seus soros ou toners, experimente um produto à base de tomate.   

“É importante observar que o licopeno funciona melhor para a pele quando pode se unir a outros fitonutrientes do tomate. Comer o tomate inteiro ou suplementar com produtos à base de tomate proporcionará melhor nutrição ao nosso corpo e pele em comparação com a suplementação apenas com licopeno ”, diz Hermoni. Como o licopeno é solúvel em óleo, ela sugere cozinhar tomates em azeite para uma absorção ideal. Então sim, o molho marinara é bom para a sua pele. 

 

Licopeno: Ame ou deixe? 

Existem muitos antioxidantes e vitaminas por aí que podem ajudar sua pele, mas o licopeno é um ingrediente excepcionalmente fácil de adicionar à sua dieta – e rotina de cuidados com a pele. Algumas tigelas extras de sopa de tomate não transformarão sua pele, mas o licopeno adicionado regular parece mostrar uma promessa real para evitar danos e proteger sua pele do sol. 

Além de ajudar a sua pele, o licopeno ajuda a reduzir o estresse e a inflamação em todo o corpo, e você pode obter os benefícios apenas com o custo adicional de alguns tomates maduros. “O licopeno estabelece as bases para que diferentes sistemas do nosso corpo funcionem da maneira ideal. Isso inclui fluxo sanguíneo saudável, metabolismo e muito mais ”, diz Hermoni. “Hoje sabemos que a saúde é a base sobre a qual a beleza pode prosperar. Quando todo o nosso corpo está equilibrado e bem, isso se reflete do lado de fora.”

Com alguns tomates extras por semana, você pode colher benefícios duplos: um pouco mais de equilíbrio na pele, além de uma pele com brilho. 

Texto traduzido e adaptado de Greatist

Desinchá sabores

O verão acabou, mas seu cabelo ficou esturricado de sol. Chegou o outono, e o tempo seco está acabando com sua pele. Há dias você reclama que uma faxina levou embora suas unhas, que estão quebradiças e frágeis. Para resolver esses problemas, pensamos imediatamente em ir ao dermatologista (não sem antes consultar o Google) para ter indicações de nutricosméticos. 

Mas saiba que a solução pode estar logo ali, na sua cozinha e na despensa!

nutricosméticos


A relação entre alimentação e beleza 

Beleza em cápsula ou em gotas. Assim algumas pessoas chamam os nutricosméticos ou nutracêuticos. E por quê? Bom, de fato, eles são interessantes. Têm efeitos antioxidantes e, por isso, são ótimos para prevenir e tratar processos de envelhecimento precoce. Além de reduzir a formação de radicais livres, estimulam a produção de colágeno, reduzem a pigmentação e a acne, são fotoprotetores e melhoram a hidratação.  

Os nutricosméticos são, assim, aliados de uma pele saudável, um cabelo lindo e unhas fortes. É fato. Mas qual o princípio básico dessas substâncias? Dar a você os nutrientes necessários para usufruir desses benefícios que citamos. E qual a forma mais básica de conseguir tais nutrientes? Pela alimentação.  

Em outras palavras: tudo que existe nos nutricosméticos você pode comer. Eles reúnem nutrientes que podem ser encontrados nos alimentos de uma dieta equilibrada e rica. Uma boa alimentação é baseada em refeições saudáveis e nutritivas. Quando a associamos à beleza, pensamos em alimentos que fazem bem para pele, unhas e cabelos.

De forma bastante simples, uma alimentação eficiente: 

  • auxilia na circulação sanguínea; 
  • combate espinhas e inflamações; 
  • é fonte de vitaminas que rejuvenescem a pele; 
  • prolonga a vitalidade da pele, dos cabelos e das unhas.  

Existem alimentos “amigos da beleza”. Mas antes de falar sobre isso, deixa só a gente tirar uma coisa do caminho… Falar de beleza, para nós, é falar de você se sentir bem ao se olhar no espelho. Sentir-se saudável, bonito ou bonita na sua concepção. 


Os amigos da beleza 

Se você realmente quer melhorar a saúde e a qualidade da sua “trinca da beleza”, deve conhecer seus verdadeiros amigos. 

 

#1 Silício

Já ouviu falar em silício? Esse mineral é um dos nutrientes considerado um grande amigo da beleza. Confere bastante saúde para cabelos, unhas e pele, porque trabalha pela regeneração do organismo. Já pode começar a incluí-lo em sua dieta! Ele está presente em frutas frescas, cereais integrais, grãos e vegetais verdes escuros. Fácil de encontrar. 


#2 Óleo de coco

E o que dizer do óleo de coco, queridinho da hidratação da pele? Rico em gordura saturada, ele possui ácido láurico (antibacteriano e antiviral), é rico em vitamina E e ácidos graxos essenciais. Esse é o motivo pelo qual compõe muitos hidratantes e cremes faciais, pois mantém a pele macia e sem rugas.

Mas este são só dois exemplos de como usar a alimentação para cuidar da beleza. Veja outros! 


#3 Frutas vermelhas

Frutas vermelhas são alimentos conhecidos por conterem enorme quantidade de antioxidantes. Antioxidantes são substâncias que combatem os efeitos dos radicais livres, que aceleram o envelhecimento. 

Alguns exemplos de frutas vermelhas (elas são deliciosas!): morango, goji berry, blueberry, cranberry, framboesa, açaí, amora, cereja e jabuticaba. Além do consumo natural (porção da fruta), você pode usá-las em sucos e vitaminas.  

A vitamina C presente nas frutas vermelhas aumenta a produção de colágeno. Isso quer dizer menos rugas e linhas de expressão, mais firmeza da pele e mais proteção aos efeitos nocivos do sol e da poluição. 


#4 Oleaginosas, sementes e cereais integrais
 

Amêndoas, nozes, castanhas, pistache, avelã, macadâmia. As oleaginosas são grandes aliadas de uma dieta equilibrada e saudável. Também são ótimas para cuidar da beleza. E qual o motivo? São ricas em selênio (presente na castanha-do-brasil), ômega 3 (atenua processos inflamatórios e combate a acne) e vitamina E (ajuda a formar colágeno e acelera a cura de lesões na pele). 

Esse poderosos nutrientes da beleza têm função antioxidante, que, como dissemos, combate o envelhecimento precoce. A dermatologista Tatiane Curi, do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, explica que eles conferem “proteção contra o envelhecimento prematuro e melhoram o aspecto geral da pele em relação às rugas e à flacidez”.  


#5 Sementes

Já as sementes, como linhaça, girassol, chia e semente de abóbora são ótimas para a pele. Em geral, são ricas em selênio magnésio, proteína e vitamina E. Na prática, propiciam uma pele mais hidratada, com menos rugas e acne. 


#6 Cereais integrais

Os cereais integrais, por sua vez, são ricos em vitaminas, fibras e minerais, como zinco, selênio e magnésio. Arroz integral, quinoa, aveia, centeio, amaranto e cevada são ricos em zinco, antioxidante que ajuda a sintetizar colágeno e queratina. Eles possuem grande capacidade de controlar a oleosidade na pele e inflamações. Sem falar que as fibras regulam o intestino e auxiliam na eliminação de toxinas, melhorando o aspecto da pele de forma geral. 


#7 Proteínas

Engana-se quem pensa que as proteínas são importantes apenas para quem quer um corpo musculoso. O colágeno e a queratina (compõe a estrutura do cabelo) são proteínas, e isso nos diz tudo sobre a importância dela numa alimentação de beleza. A partir dos 30 anos, nossa produção de colágeno cai. Isso quer dizer que a elasticidade, a textura e a sustentação da pele não é mais a mesma. 

A alimentação aparece como importante meio de estimular a síntese dessa proteína. Por isso, é importante o consumo de peixes, derivados do leite, leguminosas, carnes brancas e vermelhas.  

No entanto, profissionais destacam que a capacidade de regeneração do corpo é maior se consumirmos menos proteína animal. Por isso, indicam alternar o consumo: consuma cada grupo (carne vermelha; proteína vegetal; peixes e frutos do mar; ovos e frango) duas vezes na semana. 

 
 

Usar a alimentação para cuidar da beleza é uma forma de autocuidado. Pode parecer difícil para algumas pessoas, mas é uma questão de hábito. Que tal tentar se adequar aos poucos? Se você adora doces, dê preferência a frutas, mel e chocolate com no mínimo 70% de cacau. Se não conseguir resistir às tentações, tome um chá desintoxicante e está ótimo. Um dia de cada vez. 

E uma última dica: alguns nutricosméticos podem potencializar os resultados de uma boa alimentação, somado a outros cuidados.

Matchá Máscara Detox

Prepare sua autoestima para conhecer os impactos da transição capilar. Em homenagem ao dia da mulher, comemorado nesse domingo, trouxemos a história de 4 mulheres que passaram pelo processo e vão inspirar você com uma aula de superação, autoestima e autoconhecimento. 

Transição capilar: antes e Depois [+7 cuidados com o cabelo]

O que é transição capilar? 

É o processo de abandonar a química do cabelo, mais precisamente os tratamentos transformadores como a progressiva e o relaxamento. O objetivo é assumir o cabelo natural. Seja ele crespo ou cacheado.  

 

Primeiramente: por que alisar? 

Cada pessoa tem a sua história, mas vamos começar por uma questão que é a intersecção em todas: a pressão social. Vamos combinar que a presença de pessoas com cabelos cacheados e crespos na mídia é bem menor que pessoas de cabelo liso.  

Querendo ou não, o que a gente mais vê por aí, seja no nosso grupo de amigos, na TV ou no Instagram, é o que a gente normaliza como bonito, perfeito e ideal. E mesmo se a gente aceita outros cabelos “fora do ideal”, alguém da família, algum amigo, ou até um desconhecido pode ser inconveniente a ponto de cobrar alguma mudança no corpo que não lhe pertence.  

Felizmente, podemos contar com algumas famosas por aí para promover a diversidade de fios na TV e na internet e inspirar a transição.  

 

Sheron Menezes

Sheron Menezes antes e depois da transição capilar

 

Solange Knowles fez o big chop – Grande Corte – e começou do zero para se livrar da química

Solange Knowles antes e depois da transição capilar

Taís Perfeita Nunca Errou Araújo

Taís Araújo antes e depois da transição capilar

Além da pressão social, o cabelo cacheado pode dar mais trabalho e o cabelo liso entra como oportunidade de mais tempo e autonomia em uma rotina agitada. Qual o cabelo certo, afinal? Você que sabe. 

 

Conheça as histórias de quem já passou pela transição capilar

 

“Eu era a única negra da série toda, não queria ser ainda mais diferente” 

A paulistana Bia Simões contou sua história para gente. Ela começou a fazer progressiva na oitava série, depois de anos já refém da escova normal.  O motivo: ela ia para Porto Seguro e não queria que seu cabelo cacheasse por lá porque ela achava feio.  

Já na faculdade, ela usou o cabelo natural alguma vezes, mas, por causa dos anos de progressiva, ele ficava ondulado, sem forma.  Foi apenas em 2016 que a Bia resolveu libertar seus cabelos da química. 

O que parecia ser uma decisão lindíssima e empoderadora, foi o começo de um processo muito difícil.  

“Foram 7 ou 8 meses de coque, o frizz me matava” 

Bia descobriu que não bastava só deixar o cabelo crescer, que tinha que cuidar. Usar cremes que fossem para o seu cabelo natural e abandonar  cremes para cabelo liso. 

“Eu comecei a ir em um salão que minha prima que fez a transição indicou. Fiz um intensivão, fazia banhos de creme e tudo que eles indicavam. Se eu tivesse começado a ver YouTubers antes, não precisaria ter ficado quase um ano de cabelo preso. Sem contar que o cabelo com muita química fica muito frágil e finíssimo.”  

E é aqui que entra o autoconhecimento. A Bia começou a progressiva desde muito jovem e nem conhecia seu cabelo. Ao longo do processo, ela o descobriu do zero, testava diversos produtos, usava tudo que tinha na cozinha a seu favor e testava o que funcionava ou não. “Algumas blogueiras diziam que óleo de coco é ótimo, mas não funciona pra mim. Já amido de milho funciona super!” 

Ela reparou que com o cabelo liso, ~ muito mais boys ~ chegavam nela e isso atrapalhou o processo de aceitação durante a transição, principalmente porque o cabelo “não se comporta” nem como liso, nem como cacheado.  

Bia confessa: “eu não vejo o cabelo alisado como mais fácil de cuidar do que o cacheado, porque meu cabelo não era liso natural, então eu tinha preocupação com frizz, oleosidade, raiz crescendo e tantas outras coisas”. 

“Minha autoestima aumentou muito” 

Na época, a Bia entendeu como era seu cabelo e que não precisava escondê-lo embaixo da progressiva. “Depois que comecei a ficar confiante com ele solto, minha autoestima aumentou muito. Tirando uma parte da minha família que faz de tudo pra ter cabelo liso, todas as outras pessoas me ajudaram muito”.  

 


 

“Não vai pentear o cabelo não? “ 

Foi o que a mineira Juliana Mori ouviu em uma viagem ao RJ no período da sua transição capilar. Que autoestima aguenta isso? Provavelmente e infelizmente, todo o mundo que faz o processo deve ouvir algo parecido. 

“Eu comecei a alisar meu cabelo com 14 anos porque minha avó era obcecada com cabelo liso, e ela que me levou ao salão, eu nem tinha opinião sobre isso na época”.

Agora, depois de adulta, Juliana nota que é maior a dificuldade de aceitação com cabelo cacheado.  

Quando o movimento de assumir os cachos começou a aparecer, ela mesma resolveu sair da química depois de 10 anos de alisamento. Por economia de dinheiro e para ser ela mesma por completo.  

Durante a transição, Juliana conta que fazia escova e chapinha porque se incomodava com o cabelo de mil texturas. “A primeira vez que eu saí com meu cabelo natural não foi muito confortável, mas depois que cortei a primeira vez um corte específico para cabelo cacheado, eu vi que ficava realmente bonito e comecei a gostar”. Bem-vinda de volta, autoestima! 

 


 

“Primeiro foi pela praticidade, não empoderamento.” 

A soteropolitana Taynnan Almeida conta que estava cansada de alisar o cabelo porque ele estava muito fino. 

“Aí eu, sem informação sobre nada, vi uma amiga que só vivia com cabelo preso, de cabelo solto e cacheado. Perguntei a ela o que ela fez e ela me contou sobre a transição capilar”.

No fim de 2015, o cabeleireiro da Taynnan havia sugerido a transição, mas ela não quis. Depois de um tempo ela só parou de usar produtos, mas continuou alisando o cabelo com escova, o que, segundo ela, atrasa a transição.  

“Virou um processo de conhecer minhas origens” 

Foi durante o processo que Taynnan começou a se conhecer melhor. Ela conta que foi muito duro psicologicamente porque o cabelo fica difícil de lidar, por mais texturização que se faça. Hoje em dia ela acredita que a transição seja mais simples porque há mais tipos de produtos e opções mais acessíveis. “Hoje em dia, depois de 3 anos, meu cabelo é natural.”.

 


 

“Eu queria me livrar da imposição social” 

A história da Carol Moscovitch de Belo Horizonte já é um pouco diferente. Ela cresceu ouvindo que o cabelo liso é ~superior~ e quando pode alisar, alisou! Foi muito tempo depois que ela começou a tomar consciência de que o liso era uma imposição social.   

“Na época, já tava rolando o movimento de aceitação, especificamente o dos cachos. Aí eu resolvi fazer a transição”. Ela conta que a sua transição foi tranquila, que a progressiva foi saindo naturalmente sem deixá-la refém de escova ou grandes cuidados. 

Depois de um ano e meio, o cabelo da Carol estava completamente cacheado e assim ela o usou por uns 3 anos. “Eu aprendi muita coisa sobre cachos em geral, começou a aparecer muito produto com preço bom e isso ajudou muito, mas eu não me acostumei”.  

Depois de todo esse tempo, Carol viveu uma experiência que é pesadelo de muitas mulheres: o corte de cabelo errado. “A moça cortou muito e deixou meu cabelo todo torto. Juntou isso ao fato de que me dar muito trabalho e pronto. Eu resolvi alisar novamente”.    

“O importante é se sentir confortável” 

Carol desabafa que se sentiu muito mal, como se estivesse ~ traindo o movimento ~. Levou um tempo para que ela entendesse que não é representante de causa e que o mais importante é se sentir bem.  

 


 

E o recado é esse. Hoje em dia é possível ter o cabelo que quiser e o jeito certo é o que mantém a autoestima lá em cima. O importante é entender que qualquer mudança tenha como único e exclusivo motivo uma vontade genuína sua.   

 

Hair Afro GIF

 

Você tomou a decisão de voltar aos cabelos naturais? Parabéns! Vai ser uma jornada cheia de desafios, autoconhecimento, mas uma coisa a gente garante: vai valer muito a pena.  

A transição capilar é um processo que pode demorar de 1 mês a 3 anos e tem diversas maneiras de ser feita. Quer saber o jeito certo? Não tem regra. Cada cabelo e cada pessoa precisam de uma experiência e combinação de produtos diferentes. 

É importante você saber que os cabelos que passam pela transição capilar apresentam diversas texturas e isso pode abalar um pouco a autoestima. Por isso, a gente separou uma série de dicas que vai com certeza facilitar o seu processo. 

 

7 cuidados durante a transição capilar 

 

01 ESTUDE SEU CABELO 

Nem sempre o que uma blogueira indicou vai ser bom para o seu cabelo. Existem tipos de cabelos crespos e tipos de cabelos cacheados. Você pode pedir para uma cabeleireira ajudar você durante essa etapa, mas também pode fazer testes e ir aprendendo como os fios reagem. O seu cabelo é único e, depois de tanta química, não se pode prever como ele vai reagir. O jeito é mesmo ter paciência e estudar. 

Tipos de cabelo

 

02 NÃO FIQUE REFÉM DO COQUE 

Durante a transição, é comum que parte do seu cabelo fique lisa e outra crespa ou cacheada. Você pode ficar de coque por meses até a transição estar completa, ou pode aprender a fazer penteados e texturizar a parte lisa para ganhar certa uniformidade saudável para os fios.  

 

A Ana Lídia Lopes fez um vídeo com algumas dicas de penteados:

 

E a Fernanda Chaves traz algumas opções de texturização bem fáceis para manter o cabelo uniforme: 

 

3 HIDRATE OS FIOS 

Com progressiva ou sem, a regra não muda: um cabelo bonito é um cabelo hidratado. Durante a transição não seria diferente. A hidratação vem para controlar o volume dos fios e mantê-los cheios de brilho. O portal Beleza Extraordinária traz a informação técnica: o cabelo com alisamento não absorve nutrientes como deveria pela fibra ser selada; enquanto o cabelo cacheado tem dificuldade de entregar a oleosidade natural do couro cabeludo para o comprimento dos fios. É por isso que a hidratação é essencial.  

 

4 CORTE O CABELO 

Os cortes reparadores são ótimos, pois ajudam o cabelo a crescer melhor e dão uma renovada no visual.  Sem contar que realçam o processo e ajudam na adaptação ao novo cabelo.  

Quer ousar? Vem de Big Chop, ou Grande Corte. Essa técnica é basicamente cortar todo o cabelo, deixando apenas a parte natural que cresceu desde o último alisamento. O Big Chop também pode ser raspar na máquina e começar do zero MESMO. Com o movimento de aceitação do cabelo crespo e cacheado, a máquina zero também ganha espaço para as amantes de cabelos curtos e carecas =) 

 

5 MANTENHA SEU CABELO LONGE DA CHAPA QUENTE 

O uso de chapinha, secador e babyliss pode atrapalhar o processo de transição capilar. Isso acontece porque a alta temperatura provoca ressecamento dos fios e isso é tudo que não queremos durante esse período. 

E uma dica para você que esqueceu como é ter cabelos cacheados: o calor faz com que os cachos percam a forma e não fiquem lindos e maravilhosos quando estiverem prontos para serem usados ~ ao natural ~.  Se precisar de secador por algum motivo, use um protetor térmico para amenizar os efeitos.  

 

6 DESEMBARACE OS FIOS 

Você sabia que a linha que divide o cabelo natural do cabelo com química é extremamente frágil? A gente quer esse cabelo inteiro! Por isso, durante a transição capilar, tenha em mãos pente dos dentes grossos e penteie os fios de cabelo molhado.  Comece desembaraçando de baixo para cima, devagarzinho, para não quebrar os fios.

 

7 EXPLORE OUTRAS HISTÓRIAS 

Converse com quem já fez a transição e aprenda com os aprendizados alheios. Além das 4 pessoas que passaram pelo processo que falamos aqui, você certamente tem pessoas ao seu redor que conhecem-alguém-que-conhecem-alguém. Invista nessa troca, se fortaleça e informação e encontre ainda mais autoestima para continuar.

 

 

Fonte:  

Beleza Extraordinário | Big Chop
Natura | Transição Capilar
Tô de Cacho
Alt Girls | Fotos Sharon e Solange 
Caras Uol | Tais Araujo

Depoimentos de Carolina Moscovitch, Taynnan Almeida, Beatriz Simões e Juliana Mori.

 

 

Por: Laíza Negrão

Eu sempre fui uma pessoa meio avoada para assuntos como: cuidados com a pele e rotina de skincare. Nunca fui o tipo de pessoa que gastava tempo para cuidar de mim e fazer uma esfoliação, uma hidratação e outras coisas desse aspecto. 

Consequentemente, minha pele não é uma das melhores, mas eu nunca havia me importado com isso até realmente me importar com isso. 

Ficou confuso? Eu explico melhor para você.  

Minha pele ser assim, do jeito que é, nunca foi algo que me deixou na neura até eu perceber que a minha pele não condiz com a pele que realmente deveria ter aos 22 anos. Ela é seca, com vários cravinhos e às vezes aparece uma espinha aqui ou ali. 

E isso começou a me incomodar, até que resolvi fazer uma experiência e testar uma rotina de skincare durante 1 mês inteiro. E para me ajudar nesse processo, resolvi usar os produtos da linha matchá da Desinchá Beauty. 

Então o que vocês verão agora, são os relatos das próximas 4 semanas tentando seguir corretamente todos os passos de uma rotina de skincare – ou quase. 

Eu testei uma rotina de skincare durante 1 mês

1° semana 

Comecei essa semana bem animada, afinal… É a primeira semana – a gente sempre tá animado na primeira semana – e separei minha rotina em dois períodos. 

De manhã eu lavava meu rosto com um sabonete líquido especialista em pele acneica, pois ajudava a retirar a oleosidade e a desobstruir os poros da pele, usava junto de uma escova de limpeza facial – tipo Foreo, sabe?! – por que assim eu conseguia remover melhor a maioria das impurezas da minha pele. 

Depois disso eu vinha com água termal, pois ela é uma excelente ação protetora, calmante, cicatrizante e refrescante. 

E depois eu vinha com os produtos da Desinchá BeautyPrimeiro eu passava o Sérum Reset no rosto todo e espalhava bem – ele rende bastante, então 3 gotas é o suficiente – depois eu passava um creme hidratante e por último o Balm Hialurônico – também da linha matchá. 

Ele é perfeito para compor suas rotinas de skincare, falamos mais sobre isso no texto A importância do ácido hialurônico para a saúde da pele. 

Para finalizar, eu passava um protetor solar para que minha pele ficasse protegida dos raios solares. 

De noite eu repetia essa mesma linha, porém não passava o protetor solar, mas eu passava um hidratante labial todos os dias antes de dormir porque os lábios também precisam estar hidratados. 

E para completar, 1 vez por semana eu usava a Matchá Máscara Detox para hidratar e minimizar os poros, e duas vezes por semana eu esfoliava a pele para retirar o excesso de pele morta. 

Pois bem, a primeira semana foi ótima e super já comecei a ver resultados na minha pele, senti ela mais lisinha na questão textura. Antes eu passava a mão e sentia ela meio áspera e com bolinhas, e depois da primeira semana cumprindo o cronograma certinho, eu já consegui ver diferenças notáveis pelo toque. 

Visualmente eu não percebi nenhuma mudança, ela ainda possuía o mesmo aspecto, mas tudo bem, afinal é só a primeira semana, ainda faltam mais 3. 

 

2° semana 

A segunda semana não foi tão boa quanto a segunda… Os três primeiros dias dessa semana até que fui bem, fiz a rotina matutina e noturna certinha, esfoliei meu rosto e passei a Matchá Máscara Detox no rosto 

Mas no quarto dia, fiz a besteira de não só deixar de fazer minha rotina noturna de cuidados, como também dormi de maquiagem. 

Já sabe né? Minha pele ficou um HORROR por uns 4 dias! – foi realmente péssimo – Acho que toda mulher já dormiu de maquiagem alguma vez na vida, né?! E com certeza deve se lembrar do quando uma coisinha que parece tão pequena, pode prejudicar tanto a nossa pele. 

O que restou? Restou eu correr atrás do prejuízo. Então voltei com minha rotina de skincare de dia e de noite e dessa vez sem falhas #NopainNogain 

 

3° semana 

Essa semana acredito que tenha sido uma das melhores em relação a resultados. Na terceira semana eu consegui cumprir todo o meu cronograma de cuidados com a pele. 

Todo dia de manhã lavava o rosto, aplicava a água termal, Sérum Reset, Creme Hidratante, Balm Hialurônico e o protetor solar. 

Mas eu queria fazer algo diferente dessa vez, então optei por fazer a minha primeira limpeza de pele – e sim, eu fiz a minha primeira limpeza de pele aos 22 anos, porém, antes tarde do que nunca, certo? Certo! – pois bem, fiz a limpeza de pele e contei toda a experiência de como foi e o porquê você deveria fazer também em um texto do blog: Tudo o que você precisa saber sobre limpeza de pele. 

Fazer essa limpeza deu outra “cara” para o meu rosto – eu sei, péssimo trocadilho – mas agora não só o toque estava mais suave como estava visivelmente mais lisinho e com aparência mais saudável. 

Não vou mentir que me achei tanto, que fazia todos meus colegas aqui da Desinchá sentirem a textura e elogiarem, afinal, a gente adora um biscoito né?! 

E acho que posso dizer que em questão de resultados, a terceira semana pra mim foi a melhor! 

 

4° semana 

A última semana foi a mais fácil. Como eu já havia pego o ritmo para meus cuidados habituais, ficou mais fácil de lembrar e completar todas as etapas corretamente tanto de dia, quanto de noite. 

Uma coisa legal, é que é uma delícia você passar creme e vários produtinhos na pele quando se tem uma pele fofinha e gostosa. 

Então se torna muito mais prazeroso, sem contar que todos os produtos da Desinchá Beauty possuem um cheiro de outro mundo de tão bom. O que tornava a experiência ainda melhor antes mesmo de aplicar. 

 

Mas uma coisa é certeza, essas 4 semanas só serviram de gatilho para eu continuar a cuidar da minha pele e ver nítidos resultados. Então eu sei que esse processo não durou somente 1 mês, mas na verdade, vai durar a vida inteira. 

Acho que agora sim, pode-se dizer que tenho uma pele que condiz com uma mulher de 22 anos. 

 

Matchá Sérum Reset

Rotina de skincare é algo levado bem a sério por aqui, e com certeza você deve saber disso depois de ter lido nossos textos: Tudo o que você precisa saber sobre limpeza de peleComo vencer de vez a acneVocê sabe o que é Sérum e para que ele serve?”. 

Mas cada pessoa faz sua rotina de skincare de uma forma diferente né?! Algumas pessoas preferem usar um tipo de produto enquanto outras preferem outro tipo de produto para realizar suas rotinas de beleza. 

Então nada mais justo do que eu mostrar para vocês a rotina de skincare de cada signo, não é mesmo?! Você já imagina qual seja o seu?  É só conferir então o que preparamos para você. 

Rotina de skincare de cada signo

Áries 

Arianos são pessoas joviais que amam texturas divertidas e customizações, ou então produtos que tenham uma pegada jovial. 

Então tudo o que trouxer este ar jovial para um ariano como cremes anti-idade, serão muito bem-vindos. Afinal, ai da primeira ruguinha que aparecer no rosto! 

Mas como um bom e fiel ariano, tudo que tire a praticidade pode ser excluído. Eles optam por produções mais rápidas e eficazes, e você pode ter certeza, os arianos sempre terão um bom blush para acentuar as maçãs do rosto e uma sombra para chamar a atenção pro olhar. 

Mas não pense que vão gastar horas em rotinas de beleza porque não vão. Arianos no geral são bem ocupados e por isso não passam muito tempo em frente ao espelho. #semtempoirmão 

 

Touro 

Além da estética, touro curte coisas ligadas a natureza e texturas orgânicas como por exemplo a Matchá Máscara Detox, que é toda natural e livre de parabenos. Taurinos amam uma produção impecável, e se for preciso passarão horas em frente ao espelho para chegar ao resultado desejado. 

Isso inclui utilizar todos os produtos que uma rotina de skincare te permite utilizar, ou seja: 

  • Double cleasing; 
  • Esfoliante; 
  • Tônico facial; 
  • Essência; 
  • Sérum
  • Sheet mask; 
  • Creme para os olhos; 
  • Hidratante; 
  • Protetor solar

 

Gêmeos 

Cremes com multifunções são os preferidos das geminianas, como produtos que tiram a flacidez, hidratam e sejam autobronzeadores, tudo ao mesmo tempo!  Praticidade é tão chave… 

Sempre apressadas as mulheres de gêmeos raramente encontram tempo para fazer uma produção mais elaborada no dia a dia. Porém, são ótimas em repaginar o visual em poucos minutos no ônibus – provavelmente as pessoas mega habilidosas que você vê se maquiando em transportes públicos sejam geminianas. 

Produtos como: 10 em 1, são os queridinhos deles. 

 

Câncer 

Cancerianos não dispensam um toque de brilho em suas produções para realçar ainda mais a beleza natural. Porém, como são modestas e clássicas costumam não gastar muito dinheiro com produtos de beleza, então optam por utilizar o creminho da mãe, da tia, da prima ou dá avó. 

Mas quando estão em seu momento de rotina de skincare, gostam de sentar na penteadeira e fazer todo seu ritual de beleza com tranquilidade. 

 

Leão 

O signo de leão gosta muito de impactar. Leoninas são compulsivas e querem ter todos e os melhores produtos para si – consumismo a gente encontra aqui. 

Ou seja, qualquer produto que você perguntar na face da terra, provavelmente o leonino já terá usado e testado. Será difícil achar uma leonina com uma pele que apresente menos do que a perfeição. 

 

Virgem 

Um virginiano nunca compra um produto de beleza sem antes saber sua origem. Ou seja, apostam em produtinhos cruelty-free, orgânicos e que não possuem histórico de exploração de mão de obra. 

Mas como uma boa virginiana, ela também é metódica e gosta de seguir o passo a passo de cada item do seu ritual de beleza: e ai de quem as interromper. 

Ps: Passar o 5° produto da sua lista de rotina de skincare antes do 3° produto é quase um crime. 

 

Libra 

Librianos gostam de escolher os produtos pela embalagem – as bonitas são sempre as escolhidas. 

Pessoas de libra são elegantes e adoram tudo que pode complementar sua enorme prateleira de itens de cuidados com a pele. 

Librianas são indecisas e nunca sabem exatamente o que usar, então sempre tomam mais tempo para se arrumarem. Mas tudo bem, porque o resultado final sempre vale a pena. 

 

Escorpião 

Para os escorpianos óleos de massagem e cremes que estimulam a sensualidade são uma boa pedida. Misteriosas e sedutoras adoram gastar (gastar não, investir) tempo em suas produções. 

Rotinas de skincare noturnas são suas preferidas, e como amam ter tudo na bolsa à sua disposição, amam embalagens pequenas para carregar fácil para onde vão. 

 

Sagitário 

É só falar em sagitariano que produtos naturais, veganos e sem componentes sintéticos começam a virar assunto na rodinha social. 

A vida agitada e sem rotina das mulheres de sagitário exigem uma rotina de skincare rápida e prática. Como por exemplo: um bálsamo labial e um hidratante leve já são o suficiente para renovar o visual. 

Porém, embalagens pequenas são essenciais para que possam carregar na bolsa e se produzir pelo caminho. 

 

Capricórnio 

Capricórnio adora qualidade, mas gosta principalmente de praticidade. Um produto com modo de usar complicado, com passo a passo, não funciona com capricornianos. 

Eles também são elegantes e amantes da natureza e não abrem mão de comprar os melhores produtinhos de beleza do mercado – mesmo que isso proporcione um cartão de crédito estourado no final do mês. 

 

Aquário 

Com relação forte em inovação e novas tecnologias, a aquariana vai gostar de produtos que falem em revolução e pesquisas e que ajam sem demora. 

As mulheres de aquário gostam de produções que chamem atenção e adoram brincar com produtos novos e modernos – os aquarianos são aqueles que vão sair atrás dos produtos que ninguém conhece. 

A sua natureza humanitária também faz com que busquem produtos orgânicos e que ajudem populações mais pobres. 

 

Peixes 

As mulheres de peixes não dispensam produções mais glamourosas e por isso suas rotinas de beleza podem ser longas, contendo esfoliações, hidratações e creminhos naturais como a Máscara Detox da linha Matchá, e o resultado de seu uso é uma pele livre de oleosidade, descansada e iluminada – perfeito para um pisciano. E claro! Não pode faltar aquela make elaborada né?! 

É o famigerado: vai sem pressa e no seu tempo, nada de apressar a produção de um pisciano, isso só fará ele se atrasar mais. 

 

E a aí? Se identificou com o seu signo? Deixe aqui nos comentários o que mais se parece com seu jeitinho de ser.

 

Matchá Máscara Detox 

Por Thayná Ramos

Normalmente quando nós mulheres pensamos em nos arrumar e fazer uma bela maquiagem para o reveillon, apostamos logo em looks iluminados, cheios de brilho e cores radiantes, afinal, ser básica não é uma opção. 

Uma pele bonita, saudável e iluminada é a chave da sua produção, e é claro que para isso são necessários alguns cuidados essenciais para a revitalização da sua pele, como por exemplo: uma super hidratação com a Matchá Máscara Detoxque é uma super redutora de poros que ajuda a matificar sua pele, trazer maciez e minimizar seus poros. 

E para você se arrumar do jeito que gosta nesse final de ano, trouxemos algumas dicas que serão fundamentais para você A R R A S A R na maquiagem para o reveillon! 

Tutorial de Maquiagem para o Reveillon

Deixe sua pele uniforme 

Para que você possa abusar do brilho e da luz, é importante deixar sua pele com o aspecto mais natural possível.  

Aplique a base líquida sobre todo o rosto e no pescoço para a cor não ficar divergente. Controle o brilho da sua pele com um pó facial nos mesmos lugares onde foi passada a base (rosto, pescoço e colo). 

Para ajudar a fixar, aplique um primer antes da maquiagem, assim você pode curtir sem se preocupar se sua make vai durar até o final. 

 

Preencha as sobrancelhas 

Hoje em dia existem vários produtinhos para você preencher sua sobrancelha: lápis, sombra, gel… tudo para você preenchê-la da maneira que achar melhor. 

Primeiro defina o formato da sua sobrancelha e só então você pode preenchê-la – não esqueça de escolher a cor mais próxima aos seus pelos – Depois é só escovar para deixá-la uniforme e penteada. 

 

Capriche no brilho 

As sombras com glitter estarão com tudo nesse ano novo, não só nessa ocasião, mas em todo o verão. Escolha sombras que possuam brilho e luminância, deixando um tom mais escuro nos cantos externos e tons mais claros nos cantos internos dos olhos. 

Use e abuse do iluminador, ele dará um toque a mais na sua make babadeira e você também pode utilizá-lo abaixo das sobrancelhas para “levantá-la” mais. 

E não se esqueça de esfumaçar bem os olhos para não os deixar marcados. 

 

Aposte no delineador 

Delineador é uma ótima escolha, pois combina com qualquer coisa: maquiagem básica, casual, noturna… e não poderia ser diferente com a nossa make de ano novo. 

Depois de finalizar a sombra nos olhos, use o delineador para dar um toque mais sedutor aos seus olhos, você pode aplicar com pincel, caneta ou a forma que achar melhor. 

Dica: delineado gatinho ainda está com tudo, pode apostar que será sucesso. 

 

Máscara de cílios 

Para finalizar os olhos, aplique máscara de cílios – mais conhecido por rímel – na parte superior e inferior dos olhos. Você pode usar uma máscara preta, marrom ou até mesmo colorida, afinal, é ano novo!! Bora ousar. 

 

Um blush cai muito bem 

Blush é muito bem vindo para trazer um aspecto saudável para a sua pele, além de levantar as maças do rosto. 

Peles claras podem apostar em tons mais rosados e peles negras podem apostar em tons de marrom e terracosta, vai ficar sensacional. 

 

Valorize os lábios 

Para finalizar, aposte em gloss para trazer uma luz para sua boca. Escolha a cor que mais te agrada e pode abusar do produto. Mas atenção! Se você optar por usar glitter nos olhos, opte por um batom cremoso ou matte para harmonizar toda sua maquiagem, okay? 

E para facilitar ainda mais sua maquiagem para o reveillon, fique com um passo a passo de como ficar linda de bonita para a entrada de um novo ano – mais do que você já é 😊

 

 

Matchá Máscara Detox

Por Thayná Ramos

Muitas pessoas acreditam que limpeza de pele é apenas para acabarmos com aqueles cravos e espinhas que tanto odiamos. Para ser bem sincera, eu também pensava assim – não é à toa que fui fazer minha primeira seção aos 22 anos de idade. 

Mas com o tempo fui me interessando mais pelo assunto “cuidados com a pele” e resolvi pesquisar mais afundo sobre limpeza facial. E pasmem, não sabia que isso era algo tão importante. 

Foi por isso que decidi fazer uma limpeza de pele e contar essa experiência aqui, para você. 

Antes de ir fazer minha primeira seção, pesquisei bastante na internet sobre a importância, benefícios e frequência que deveríamos fazer esse procedimento. 

Aí descobri que a nossa pele, principalmente a do rosto, está sempre exposta a diversos fatores que influenciam a nossa saúde, como o estresse, alimentação e variação hormonal. Além de fatores externos como a incidência solar, poluição, resíduos e, no caso de nós mulheres, a tão indispensável maquiagem. 

Para quem não sabe, limpeza de pele é um procedimento estético que tem como objetivo remover as impurezas da pele como cravos. Algumas podem remover milium, que são pequenos cistos que ficam acumulados na pele pelo acúmulo de óleo e pele nos poros. 

E para que você entenda melhor como é o procedimento, os benefícios e a importância de o realizarmos periodicamente, vou responder algumas perguntas de como foi a minha experiência e o que aprendi sobre isso. 

 

Tudo o que você precisa saber sobre limpeza de pele

 

Onde eu posso fazer? 

A minha limpeza eu fiz em uma clínica estética que é especializada nesses procedimentos, porém, também pode ser feito em consultórios dermatológicos, alguns salões de beleza e até mesmo na sua própria casa, pois alguns profissionais atendem em domicílio. 

 

Existem tipos diferentes de limpeza de pele? Qual é o mais indicado para mim? 

Isso era uma coisa que eu não sabia até realmente fazer o procedimento. Mas sim, existe vários tipos diferentes de limpeza de pele, e cada um é voltado para um tipo de pele diferente. No meu rosto foi feita a limpeza de pele à vácuo.  

Essa limpeza ajuda a eliminar as impurezas, células mortas e é indicado para pessoas que possuem a pele mais sensível ou pós cirúrgicos. No meu caso, minha pele é mais sensível e fica irritada com maior facilidade. 

Além dessa limpeza de pele existem outras, entre eles estão:  

-Alta-frequência; 

-Ventosa; 

-Pulverizador; 

-Bossage; 

-Ionização; 

-Desincruste; 

-Galvanização; 

-Vaporização. 

Há também a limpeza de pele tradicional que é feita manualmente, mas também conta com o auxílio de equipamentos importantes.  

E pode ficar tranquilo que você não precisa ir já sabendo qual é a limpeza certa para você, o profissional irá avaliar seu tipo de pele e realizar o procedimento de acordo com suas necessidades 

 

Limpeza de pele dói? 

Depende do que você considera doer. A limpeza de pele não é algo que te machuca e faz você sentir dor, mas também não é como se você não sentisse nada, é um incomodo como se alguém estivesse espremendo um cravinho no seu rosto, mas no caso são vários. 

 

Quais são as etapas de uma limpeza de pele? 

Comigo começaram com uma esfoliação para retirar as células mortas que estavam mais na superfície da minha pele, depois fizeram uma hidratação facial e outras várias etapas com cremes e hidratantes e até mesmo máscaras de calor para dilatar os poros e realizar sucção dos cravos com maior facilidade. 

 

Posso fazer limpeza de pele em casa? 

Sim, desde que seja com um profissional. Se for para realizar sozinho a resposta é não. Aliás, ninguém deveria fazer isso em casa, sem os produtos adequados para isso e alguém que entenda o que pode fazer bem ou mal para sua pele. 

Limpeza de pele se faz com profissional esteticista habilitado! Não se esqueça disso. 

 

Com que frequência devo fazer a limpeza de pele? 

O recomendado é que você faça 1 vez por mês, então dê um intervalo de 30 ou 40 dias para realizar esse procedimento novamente.  

 

Ela só é necessária para pessoas que possuem acne e cravos? 

De forma alguma! Ao contrário do que muitos pensam, a limpeza não é indicada para remover espinhas, pois pode deixar cicatrizes, além de inflamar e prejudicar a situação da acne. 

Mas não é somente quando sua pele estiver ruim que você deve realizar o procedimento, ele serve para fazer a manutenção da limpeza da nossa pele, pois não conseguimos mantê-la 100% limpa somente com sabonetes ou demaquilantes.  

É essencial que você mantenha a frequência de uma limpeza de pele. 

 

Preciso fazer algo entre o período de uma limpeza e outra? 

Sim, é importante que você mantenha sua pele hidratada saudável. Por isso recomendamos que 1 vez por semana seja feita uma esfoliação e hidratação através de máscara facial.  

Uma ótima sugestão é a Matchá Máscara Detox, pois ela ajuda a minimizar os poros e matificar a pele mantendo-a hidratada e iluminada. 

 

Matchá Máscara Detox

 

Como a pele fica depois de uma seção? 

Nenhuma pele fica igual a outra, no meu caso não ficou muito vermelha, mas em alguns lugares ficou um pouquinho roxo – normalmente nos lugares em que os cravos estavam com maior dificuldade para sair –mas nada demais, foi realmente bem tranquilo. 

 

O que não pode faltar antes e depois de uma limpeza de pele? 

Definitivamente o protetor solar, já falamos aqui anteriormente sobre ele no texto Protetor solar: para você não lembrar dele só na praia”Nossa pele necessita de muitos cuidados, e o número 1 é protegê-lo contra os raios solares, assim você evita o envelhecimento precoce e a descamação da sua pele. 

Esses são alguns pontos importantes que você precisa saber antes de fazer sua limpeza de pele, e agora que já entendeu a importância dela na sua vida, procure um especialista para realizar esse procedimento e trazer mais cor e saúde para sua pele. 

 

Por Thayná Ramos

Com a sua licença, vou usar umas palavras meio complicadas por um instante: a acne é uma inflamação que acontece quando os folículos (onde nascem os pelos) ficam obstruídos por uma secreção oleosa. Esta secreção (gordura) é produzida naturalmente para a proteção da pele e, normalmente, atravessa os folículos pilosos antes de ser eliminada. Porém, quando sua produção é intensa, ela fica retida, causando espinhas e cravos.

Normalmente, tendemos a acreditar que acne e espinhas são as mesmas coisas, mas na verdade toda espinha pode ser chamada de acne, mas nem toda acne pode ser chamada de espinha: ela pode se desenvolver de outras formas, como em cravos, por exemplo.

A acne é muito frequente na adolescência, quando temos uma carga maior de hormônios que estimulam a atividade das glândulas sebáceas. São mais comuns no rosto, ombros, costas e peito, mas nada impede que apareçam em outros lugares do corpo e em outros momentos da vida.

Como vencer de vez a Acne

O que causa a acne?  

Elas podem ser várias, uma de cada vez ou todas ao mesmo tempo. Sabe-se que as questões hormonais são as mais frequentes. Seja pela chegada da puberdade ou ainda pelo uso de anticoncepcionais, podendo ser ainda um quadro mais grave de alteração endócrina. Por isso é importante buscar um médico e investigar as causas.  

Temos ainda a influência importantíssima de fatores como: 

  • Alimentação: Gorduras, açúcares e carboidratos em excesso contribuem com a produção de gordura na pele e, consequentemente, com o aparecimento de mais espinhas;  
  • Estresse: Além dos inúmeros problemas psicológicos e físicos, o estresse contribui com aumento de cortisol no organismo, hormônio que estimula a oleosidade da pele; 
  • Suplementação: Consumir suplementos, principalmente aqueles enriquecidos com vitaminas podem sim aumentar a oleosidade. Parte deles estimula a produção de hormônios, que como vimos, favorecem com o aparecimento da acne. 
  • TPM: A maior parte das mulheres percebe o aumento da oleosidade da pele durante a tensão pré-menstrual. Nesse período o corpo gera alterações hormonais que (normalmente) são normais, mas que contribuem para o aparecimento da acne.  
  • Reposição e transição hormonal: Evidentemente receber uma carga grande de hormônios, principalmente sem acompanhamento médico, seja para reposição hormonal, ou durante uma transição de gênero, pode ser perigosíssimo para sua saúde, além de propiciar o aparecimento de cravos e espinhas.   

 

Como cuidar da acne?  

Posso garantir que você sabe que a pior forma é espremendo as espinhas, mas que sempre faz isso, né mocinho(a)! E realmente, espremer só vai piorar a inflamação – zero ajuda.  

O que pode ajudar verdadeiramente são cuidados diários com a pele, peelings e até antibiótico oral – que DEVE ser prescrito pelo médico. Tudo depende do seu caso, outros procedimentos de fototerapia e laser podem trazer resultado também, procure seu dermatologista. 

 

Produtos Desinchá Beauty: Como vencer de vez a acne

 

Minha rotina de skincare Desinchá  

Você sabia que a Desinchá possui uma linha perfeita para a sua skincare? O Desinchá Beauty conta com três produtos para te ajudar a cuidar da sua pele sem deixar de lado sua saúde. Sem ingredientes e testes em animais, sulfatos, parabenos e qualquer outro veneno. 

 

1 – Matchá Máscara Detox  

Matchá Máscara Detox

Uma camada leve no rosto, durante 5 a 10 minutos, até duas vezes por semana, te garantirá entre outros benefícios, uma limpeza profunda e a redução dos poros. 

 

2 – Matchá Sérum Reset 

Matchá Sérum Reset

Esse é para todos os dias, deve ser aplicado com a pele limpa e seca na região do rosto, colo e pescoço, nos períodos da manhã e noite, o resultado? Pele iluminada, nutrida e com oleosidade controlada. 

 

3 – Matchá Balm Hialurônico 

Matchá Balm Hialurônico

Com a pele já limpa e seca, aplique o produto na região dos olhos, lábios e linhas finas, espere a absorção e Voilà – hidratação antioxidante perfeita.  

 

Antes de você ir, precisamos conversar… 

Se você colocar “ pele bonita” no Google, só vão aparecer rostos femininos, brancos, sem manchas, pelos, sardas, rugas, poros, cravos e espinhas. Isso nos faz refletir sobre como temos criado uma pele supostamente ideal, uma mentira. Assim como a maioria das ‘pessoas’ que o Google nos mostra, o ideal de pele não existe, ele é fruto de um problema social gravíssimo: a pressão estética (falamos mais sobre ela nesse post). 

É claro que não há problemas em querer se cuidar. Cuidar da sua pele pode sim ser sinônimo de cuidar da sua saúde – e que bom! Da mesma forma, não há problema em querer cuidar da sua pele para se sentir mais bonita ou bonito. Convivemos diariamente com rostos e belezas diversas, é natural projetar um ideal próprio, seja ele próximo do que você é hoje ou não. 

A treta começa quando pensamos que esse ideal foi construído por outra pessoa (ou organização, ou estruturas) e que isso nos tem feito MUITO mal. Temos nos privado de falar com pessoas, sair à rua (ou qualquer outro lugar), tirar fotos, de se olhar no espelho…  

Buscamos como solução para esse sentimento cosméticos que prometem milagres, que podem até externar um pouco do que você esperava ser, mas que, para isso, aos poucos consomem a sua saúde, o que você é por dentro. Aí eu te pergunto: o que verdadeiramente importa?  

A linha de beleza da Desinchá pretende unir o seu desejo de cuidar da sua pele, a preocupação com sua saúde e te questionar: o que é bonito para você? E acima de tudo te mostrar que o mais bonito ou bonita é você. 

A pele é como a gente, está em constante mudança, com a acne não é muito diferente. A beleza está na forma com que você se vê, não naquilo que as pessoas ou a mídia espera que você seja. Se cuide, zele pela sua pele, mas nunca, nunca mesmo se esqueça de sua saúde como um todo.       

 

Por: Kauan Coelho 

 

Matchá Máscara Detox

 

 

Referências:

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/acne/23/ 

https://www.dermaclub.com.br/noticia/acne-o-que-e-causas-sintomas-tratamentos-e-como-evitar-as-espinhas-e-cravos-no-rosto-e-corpo_a6609/1 

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2014/04/estresse-pode-aumentar-oleosidade-e-desencadear-problemas-na-pele.html 

https://www.preparadopravaler.com.br/noticia/suplementacao-para-treinar-provoca-problemas-na-pele-descubra_a18125/1 

 

Você é uma pessoa que se sente satisfeita com a sua pele? Pode parecer uma pergunta estranha, mas se você pudesse fazer algo para modificá-la você faria?  Um estudo mostra que 61% das brasileiras se sentem insatisfeitas com sua pele, e isso se dá pelo fato de muitas não saberem a forma correta de como se cuidar, o que usar ou quando usar.  Já aconteceu de você começar a usar um produto porque dizem que faz bem para a pele, mas na verdade, não faz ideia do que ele é, o que contém ou o porquê ele faz bem? Comigo isso já aconteceu, e para ser sincera, mais de uma vez. E tem um produto em específico que provavelmente você já deve ter ouvido falar, ou visto as blogueiras por aí usando e indicando, que é o famoso Sérum. Mas você sabe o que é sérum e qual a função dele? Por que é importante colocarmos na nossa rotina? Será que você pode usar o sérum no seu tipo de pele? 

Bom, esse texto tem exatamente o propósito de tirar todas as dúvidas que possam surgir na sua mente sobre esse produto, e caso eu deixe de falar algo que queira saber, pode deixar nos comentários sua dúvida que eu terei o maior prazer de responde-la. 

Para começarmos é importante entendermos o que é Sérum.  

O Sérum é uma espécie de soro que possui uma textura leve, e de rápida absorção, que agrada diversas peles brasileiras por ser um líquido fluido, não gorduroso, de profunda absorção e que não meleca a cara, ou seja, te deixa com a pele sequinha. 

Você sabe o que é sérum e para que ele serve?

Quais os benefícios do Sérum? 

Um dos maiores benefícios é que sua textura levinha permite que se adeque a diferentes tipos de pele. Ele é conhecido por sua rápida absorção e pode aumentar a luminosidade, o viço e a hidratação da área aplicada. Além de ajudar a amenizar as rugas, remover células mortas e regenerar as fibras de colágeno e elastina.  

Além disso, aumenta a imunidade da pele e potencializa a hidratação. Sem contar que, rende pra caramba! Uma quantidade pequena do produto é capaz de espalhar e hidratar toda área facial, principalmente porque seus princípios ativos são concentrados e potencializados em sua atuação, tornando-os ainda mais eficazes. 

 

Ele é indicado para todo tipo de pele? 

Sim! Qualquer tipo de pele pode utilizar o Sérum. Ele age como um ativo focado em ações hidratantes, clareadoras e anti-idade. Tá liberado usar! 

Mas é importante lembrar que sempre deve-se verificar os benefícios e os ativos presentes na fórmula do veículo e observar se eles são adequados as suas necessidades. Fale com seu dermatologista e verifique se o produto é o melhor para os cuidados da sua pele. 

 

Quem tem pele oleosa pode usar sérum? 

Sim, na verdade ele é perfeito para pessoas que possuem a pele oleosa. Isso porque a textura é absorvida rapidamente e deixa a pele sequinha. 

Outro ponto positivo é que muitos séruns contêm em sua composição, substâncias que controlam a produção sebácea, reduzindo o brilho e minimizando os poros. Os séruns ideais para a pele oleosa são os que têm substâncias que retêm água, como ácido hialurônicoVitamina C, que repara os danos do sol. 

E caso você ainda não tenha visto, no nosso blog explicamos A importância do ácido hialurônico para a saúde da pele”. 

 

Quando devo aplicar o sérum? 

O Sérum é um produto para o dia a dia, ou seja, deve fazer parte da sua rotina diária. Como é um produto que possui grande eficácia, não há necessidade de aplicar o Sérum várias vezes ao dia. 

O recomendado é que você o utilize duas vezes, de manhã ao acordar, e de noite antes de ir dormir. Essa frequência já é o suficiente para trazer todos os benefícios para sua pele. 

 

Como aplicar o sérum em uma rotina de skincare? 

Uma rotina de skincare pode ser definida em 10 passos. 

Passo 1 e 2 

Os dois primeiros passos são bem conhecidos como: Double cleansing. Consiste em limpar a pele em duas etapas: uma solução oleosa (óleo ou butter) e outra aquosa (sabonete líquido, barra, lenço ou espuma). 

Passo 3 

Esfoliante (pode ser químico, físico ou enzimático). 

Passo 4 

Tônico facial. Nem sempre um tônico é utilizado, pode ser uma solução geralmente aquosa que equilibra a pele, muitas pessoas utilizam água micelar nesse passo. 

Passo 5 

Essência. Solução bem leve que pode ser o início de um tratamento ou pode ajudar a pele a absorver melhor os próximos produtos. 

Passo 6 

Tratamento. É aqui que entra nosso queridinho, pode ser sérum, ampola ou booster. É a etapa que possui foco total em tratar alguma especificidade da pele. 

Passo 7 

Essa etapa é mais conhecida como Sheet mask”. Focada em alguma necessidade específica, ou seja: rugas, manchas e etc. 

Passo 8 

Creme para olhos. Tratamento focado em reduzir marcas da idade, hidratar e clarear (também utilizado no bigode chinês). Pode ser algum produto que contenha ácido hialurônico para ajudar a clarear as áreas dos olhos e diminuir as linhas de expressão. 

Passo 9 

Hidratante. Pode ser em óleo, creme ou gel. O importante é vedar todas as camadas anteriores de produtos. 

Passo 10 

Protetor solar. Esse passo é extremamente importante para os cuidados da pele. Falamos mais sobre os benefícios do protetor solar no texto Proteja-se contra o câncer de pele”. 

 

Alguma indicação de Sérum? 

Na verdade, eu tenho sim.  

Provavelmente você já deve estar sabendo que agora temos uma marca de beleza totalmente natural e bonita para caramba, que é a Desinchá Beauty

E lançamos recentemente o Sérum Reset que faz parte da nossa linha de produtos Matchá. Ele ajuda a combater a ação de radicais livres e seu principal ativo: o Pronalen Bio-Protect atua na proteção urbana da pele, combatendo o envelhecimento precoce.  

Ele também é um multifuncional 5 em 1 rico em antioxidantes e que traz luminosidade, controla a oleosidade e suaviza manchas. E o melhor! Indicado para todos os tipos de pele. 

E por ser um produto natural ele é livre óleo mineral, fenoxietanol, lauril sulfato de sódio, fragrâncias sintéticas, sulfatos, ftalatos e ingredientes de origem animal – total cruelty-free. 

O Matchá Sérum Reset possibilita mudanças na sua pele no período de 30 dias com seu uso diário, sem contar que o cheirinho dele é de outro mundo, então o difícil é se controlar para não passar ele a todo instante. 💛

Matchá Sérum Reset

 

Bom, agora que você já é um expert, já pode usar sabendo o que é sérum e todos os benefícios que ele proporciona para a saúde da sua pele. E se ficou alguma dúvida, só deixar aqui nos comentários que vou amar responder você. 

 

Bibliografia: 

Cosmetic innovation|Beleza na web|Derma club|Loja ADCOS 

Talvez você já tenha visto sua mãe tomando uma cápsula de colágeno falando que não aguenta mais ficar flácida e que gostaria de ter uma pele de pêssego (pelo menos eu sei que já escutei essa). Mas você já parou para pensar por que as pessoas costumam tomar colágeno para a pele e como ele realmente age? Será que isso funciona mesmo? Vamos descobrir… 

Fato ou fake: suplementar colágeno deixa com pele de princesa?

Antes de mais nada, o colágeno é uma proteína encontrada naturalmente nos tecidos conjuntivos animais e contribui para a resistência e elasticidade da pele, saúde dos cabelos e unhas, sustentação de músculos, ossos, articulações e tendões. Nosso corpo é capaz de produzir diferentes tipos de colágeno e cada um tem uma função determinada. 

 

E como nosso corpo produz essa proteína?  

É simples. A partir das proteínas que consumimos, fornecendo aminoácidos essenciais para formação de colágeno no organismo. Por isso, para que o nosso corpo produza colágeno, é importante consumir alimentos de fontes animais (onde está o colágeno deles 😉). 

 

Curiosidade: a vitamina C ajuda na produção do colágeno no nosso corpo, com a falta dela, temos falta do colágeno. Assim,  aquele peixe com limão tem muito valor, porque o peixe contém colágeno e o limão é riquíssimo em vitamina C. 

 

“Se o nosso corpo já produz colágeno, por que a suplementação dele?” 

Para a construção das proteínas no nosso corpo (como o colágeno), é necessário nos alimentar com proteínas, para que ele tenha matéria-prima para a pele “fabricar” esse tipo de proteína. Entretendo, suplementar com colágeno em capsulas não quer dizer, necessariamente, que seu corpo irá produzir mais colágeno para pele. 

Quando consumimos o colágeno hidrolisado, seja ele adicionado à alimentos, bebidas ou simplesmente em pílulas de suplementos, ele é digerido em aminoácidos (pequenas partículas que são formadas da quebra da proteína), sendo absorvidos pelo corpo e usadas para produzir proteínas que seu organismo tenha necessidade. Ou seja, os aminoácidos poderão produzir qualquer tipo de proteína e não só necessariamente o colágeno. Não escolhemos o que acontecerá. Pode ser que você ingira colágeno e seu corpo entenda que você não precise de mais colágeno e crie outra proteína a partir dele.   

Alguns artigos mostram que há um benefício nesse consumo, mas também existem trabalhos que revelam que não faz nenhuma diferença para a pele ingerir colágeno via oral. Infelizmente tudo isso tem pouca, ou nenhuma consistência científica, mas não porque o colágeno não tem valor, mas porque a maioria dos produtos não podem replicá-lo da forma que gostaríamos. 

Cremes e cosméticos com adição de colágeno 

Aplicar colágeno sob a pele parece óbvio que daria certo, né? Afinal, estamos passando um creme com a proteína que nosso corpo precisa para evitar a flacidez da pele… Errado! As moléculas de colágeno em produtos de cuidado da pele são MUITO grandes para serem absorvidas pela pele, sendo completamente indiferente a presença do colágeno em um creme hidratante, por exemplo. 

O que pode ajudar então? 

Mesmo o uso de hidratante (sem adição de colágeno) não garantindo o estímulo do colágeno, ele consegue melhorar a retenção de água e outras substâncias, proporcionando um aspecto melhor da pele, mais jovial e com menos flacidez. 

E falando em hidratante: hidratação é muito importante para a saúde da pele. Um corpo bem hidratado tem células bem hidratadas. Portanto, tomar água durante o dia com quantidades adequadas (pelo menos 2 litros por dia) é essencial. 

 

E a gelatina, têm colágeno? 

A gelatina nada mais é do que um derivado bovino e tem a habilidade de formar géis estáveis e reversíveis. Além da gelatina ser pobre em colágeno, sua forma industrializada contém uma alta quantidade de açúcar, adoçantes e aditivos que não são interessantes nem para saúde, nem para a pele. 

 

Quando começo a me preocupar? 

A redução na produção de colágeno está ligada ao envelhecimento, sim! A partir dos 25-30 anos, a pele passa a reduzir 1% da produção de colágeno, causando assim, os sinais de envelhecimento como rugas e flacidez da pele. A partir dos 50 anos (para a mulher, 5 anos após a menopausa) essa redução da produção de colágeno aumenta para 30%. 

Mesmo com a idade e as taxas hormonais interferindo na redução da produção desta proteína, um fator que também influencia na diminuição do colágeno no corpo é o estilo de vida. Ou seja, não adianta começar a se preocupar só depois dos 30 anos. Temos que ter hábitos saudáveis para manter o corpo para cima, literalmente. Atenção especial aos indivíduos que ficam muito tempo sob o sol, tabagistas ou aos que seguem dietas desequilibradas, pois estes estão ainda mais suscetíveis à diminuição dos níveis de colágeno no organismo. 

 

O que funciona mesmo, afinal? 

Vamos ser objetivos:  

  • Aposte em alimentos como carnes, peixes, óleo de peixe, gelatina, leite desnatado, frutas cítricas, oleaginosas (castanhas, amendoins), que são boas fontes de colágeno.  
  • Hidrate-se 
  • Evite o estresse, tabagismo e consumo exagerado de álcool 
  • Pratique atividades físicas 

Aproveite e mande esse texto para aquela pessoa que você sabe que ainda come balas de goma de colágeno esperando ter a pele de um bebê, com a #ficadica. 

 

Matchá Balm Hialurônico

 

Por Vitória Campos – Nutri

Nesses últimos dias você deve ter ouvido bastante a palavra “hialurônico”, e em parte somos os responsáveis por isso. Agora… Você sabe o que seria esse tal ácido hialurônico que é tão complicado de se pronunciar? Eu mesma chamo de hialurulonico, hialonico ou hialorolulonico (qualquer nome, menos o certo). 

Convenhamos, é quase um trava-línguas! Tente falar hialurônico três vezes bem rápido, é nível hard (pelo menos para mim, pois descobri que as pessoas aqui da Desinchá conseguem 🙄). 

A importância do ácido hialurônico para a saúde da pele

E tudo bem, estou fugindo (só um pouquinho) do assunto. A grande questão aqui é: por que é tão importante termos essa palavrinha na nossa vida? Ou melhor, por que é tão importante abastecermos nosso corpo com o ácido hialurônico? 

Antes de mais nada, precisamos entender o que é esse ativo, e para que ele serve. O ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente no nosso corpo que possui propriedades hidratantes e estimulantes de colágeno. Essa substância é responsável por preencher os espaços entre as células e é bastante utilizada para redução de rugas e linhas de expressão. 

Além disso, é uma molécula capaz de reter grande quantidade de água mantendo a pele, lisa, hidrata e firme. 

E você pode até estar se perguntando – Ah Thayná, mas se nosso corpo já possui esse ácido, por que precisamos de produtos que contenham esse tal hialurônico? 

Essa é uma ótima pergunta.  

A questão é que nosso corpo só produz esse ativo até uma certa idade, que é mais ou menos aos 25 anos. Com o passar dos anos nosso corpo diminui a produção natural do ácido hialurônico – o que afeta diretamente a pele, ocasionando o aparecimento das rugas, envelhecimento precoce e a perda de viço (que é o brilho da pele). 

Como posso repor esse ativo na pele? 

A melhor forma de repor o ácido hialurônico é usando produtos de skincare. É importante você ter uma rotina de cuidados com sua pele e nela sempre acrescentar alguns produtinhos que contenham esse famoso ativo. 

Algumas pessoas optam por fazer preenchimento com ácido hialurônico na pele, mas convenhamos… É MUITO mais prático se manter longe das agulhas né?! Sem contar que muitos desses procedimentos são testados em animais, o que causa mais de 100 milhões de mortes em laboratórios todos os anos.  

O uso de produtos com ácido hialurônico age de forma sinérgica, oferecendo hidratação, viço e firmeza. Uma grande vantagem desse ativo é que ele apresenta uma boa compatibilidade com a pele, e pode ser usado tanto durante o dia, aliado ao filtro solar, quanto à noite. 

E para enfatizar a importância de se usar protetor solar, postamos um texto aqui no nosso blog sobre “5 cuidados com a pele que são essenciais”

 

Quais os benefícios do ácido hialurônico na pele? 

Uma das grandes funções do ácido hialurônico é combater as rugas e linhas de expressão. Existem dois tipos de rugas, as dinâmicas que só aparecem quando sorrimos ou movimentamos os músculos faciais, e as estáticas, que são aquelas que deixam rugas evidentes mesmo com o rosto relaxado e sem estar em movimento. 

As rugas surgem com a diminuição de colágeno e ácido hialurônico no nosso corpo, que é o que causa a firmeza da nossa pele. Além disso, a má alimentação e exposição aos raios solares sem o uso de protetor também diminuem esses ativos. 

E é aí que o ácido hialurônico entra, ele tem a capacidade de diminuir consideravelmente os sulcos naso-labiais que são mais conhecidos como “bigode chinês” e o sulco naso-jugal que são as famosas olheiras. Além de ser capaz de repor a falta de vitamina C no corpo. 

Outro benefício é do alto poder de hidratação.  

Constantemente somos expostos a poluição, raios solares e tempo seco, o que acaba ressecando ainda mais a nossa pele. O ácido hialurônico possui uma alta capacidade de reter água, até cerca de mil vezes o seu peso! Mantendo a pele hidratada, saudável, com viço e radiante – É BABADO. 

O uso diário do ácido pode devolver a elasticidade, a hidratação e restaura a aparência saudável da pele que se perde ao longo do tempo. 

Então imagina minha felicidade quando a Desinchá lançou um Balm Hialurônico para fazer parte da nossa rotina de skincare? Um produto natural e que pode ser aplicado todos os dias era tudo o que a gente queria, claro ou com certeza? Sem contar que tem um cheirinho maravigold, o que torna esse balm ainda mais lindo de bonito. 

Entende agora a importância de colocar produtos que contenham o hialurônico na sua rotina de cuidados com a pele? 

Além dos benefícios imediatos, o ácido hialurônico ajuda a manter sua pele saudável ao longo dos anos (e minha aposta é que você vai agradecer a si mesmo por ter se preocupado com isso hoje). 

Isso porque cuidar da sua pele não é um gasto, é um investimento. Vale a pena investir em uma pele totalmente diva, não vale? 

 

Matchá Balm Hialurônico

 

Fontes:

Minha Vida

Derma Club

M de Mulher

 

Por Thayná Ramos  

Você é uma pessoa que aceita seu corpo do jeitinho que ele é? A maioria das mulheres não gostam totalmente do seu corpo e sempre encontram alguma coisinha que poderia ficar melhor ou que mudariam por completo. A celulite é uma delas. Já cansei de ver mulheres indo para a praia e sentindo vergonha do próprio corpo por causa das benditas celulites. Mas você sabia que 98% da população feminina acima dos 30 anos possuem esses furinhos no bumbum? 

Quase 100% (CEM POR CENTO!) das mulheres possuem essas marcas, então precisamos entender o motivo que nos faz odiar tanto nosso corpo por algo que é mais do que normal, é praticamente intrínseco. 

Celulite: aceitar ou eliminar?

Mas o que são, afinal, as celulites? 

A celulite é uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis e nódulos. Isso se manifesta com os furinhos ou um formato popularmente chamado de “casca de laranja”. Não se trata de nenhuma condição médica. O desconforto que ela gera é apenas estético. 

No começo desse ano ocorreu uma situação com a Australiana Ariella Nyssa. Ela usa seu Instagram como um meio de mostrar para as mulheres que ter estrias e celulites é normal e que isso não torna ninguém mais ou menos bonito, mas torna o corpo feminino real

Quando ela postava uma foto de biquini que deixava evidente suas celulites, ela recebia mensagens de pessoas comentando sobre seu corpo ser feio, gordo e que ela era preguiçosa por não querer malhar e mudar a situação. 

O pior é que mais da metade das ofensas vieram de outras mulheres que, assim como Ariella, também possuíam em seu corpo as mesmas marcas. 

Quem determina o que é bonito e o que é feio? Quem estereotipa os padrões? A grande verdade é que ninguém além de você mesmo deveria definir o que gosta e o que não gosta em si mesmo. É tudo uma questão de autoestima e amor próprio como citamos em outro texto do blog (e, caso você não tenha visto, falamos sobre o que falta para você recuperar o seu amor próprio). 

É importante nos sentirmos bem no nosso corpo, olhar para nosso bumbum e amar ele, e é aí que vem a grande questão: devemos amar nossas celulites ou eliminá-las? Devemos aceitar nosso corpo do jeito que é ou fazer algo para mudá-lo? Bom, a resposta é bem simples: você deve fazer o que fará se sentir melhor. É necessário entender que ter imperfeições é normal, mas também é normal você querer mudar algo em você para se sentir bem consigo mesma. 

Eu sempre fui uma pessoa complexada com meu corpo, acreditando que as pessoas iriam me olhar com olhar de julgamento por eu ter celulites, mas hoje em dia que mulher não possui celulite no corpo? Celulite não é nada mais do que uma forma que o corpo feminino armazena gordura. E esse tabu é somente uma forma que a indústria encontrou de nos vender produtos. 

No blog postamos um texto sobre “5 palavras para atualizar seu dicionário saudável” que falamos sobre a bendita celulite, e a partir de que momento começamos a nos importar com ela. 

A questão é: eu aprendi a amar meu corpo com meus furinhos e, realmente, isso é algo muito difícil de se fazer. Minha irmã é um dos exemplos de pessoas que, para se sentir melhor consigo mesma, preferiu fazer mudanças no seu corpo. 

Assim com 98% das mulheres, ela tinha aquele aspecto de casca de laranja na pele, mas a única forma que ela viu para lidar com isso foi fazendo tratamentos estéticos para diminuir a quantidade de celulites. 

Não existe nada de errado em ter essas marquinhas, afinal, elas são apenas uma representatividade de como é o corpo de uma mulher e, por isso, trouxe para você alguns “mitos e verdades” para desmistificar muitas coisas que as pessoas pensam sobre a celulite: 

 

Somente pessoas com excesso de peso têm celulite 

MITO. A celulite aparece em decorrência de inflamações no tecido adiposo, o qual constitui as gorduras no corpo, mas é preciso entender que mesmo pessoas aparentemente magras possuem tecido adiposo. 

Mulheres têm mais celulite do que homens 

VERDADE. Estima-se que apenas 9% dos homens apresentam os furinhos, o que se sabe é que o organismo feminino tem maior tendência a acumular gorduras no quadril, barriga e coxas. 

Ela é uma condição genética 

VERDADE. Apesar de ser verdade que o fator hereditário pode contribuir com a predisposição, também é preciso entender que não é somente a genética a única responsável pela celulite, qualquer pessoa pode desenvolvê-la mesmo sem histórico familiar. 

O tipo de roupa pode causar celulite 

MITO. Muitas pessoas pensam que calça apertada é a maior causadora de celulite, mas a única influência que o tipo de roupa apresenta refere-se à limitação da circulação sanguínea, que é um fator pouco provável diante de outros mais evidentes, como dieta inadequada e sedentarismo. 

Atividade física é o principal tratamento para combater essas marquinhas 

VERDADE. Tanto para prevenir como para combater os indesejados furinhos, praticar atividade física regularmente ajuda a diminuir a gordura e, consequentemente, as inflamações. Mas vale alertar que não basta exercitar-se, é preciso acompanhar com alimentação equilibrada. 

É tudo uma questão de aceitar seu corpo e entender que ele não é feio por ter o que a maioria das mulheres têm. Celulite não deve ser tratada como doença, porque ela não é. Não torne isso um empecilho na sua vida, se ache bonita e se ame, ame suas imperfeições e ame também suas mudanças. 

Próximo passo: escolha seu melhor biquíni, vá a praia, e não se importe com quem pode ou não estar reparando em você, tome um banho de sol, um banho de mar e coloque seu bumbum para jogo, menina! Seja feliz em seu próprio corpo. 

Desinchá

Quando eu era criança, minha família tinha apartamento na praia e desde os 6 meses de vida minhas viagens favoritas são as que tem mar, areia e sol. Num outro post aqui do blog, sobre Vitamina D, eu já declarei meu amor pelos raios solares (confere lá que tem muito a ver com esse tema aqui). Lembro bem da alegria que era acordar nas férias com o caminhão da Ultragaz tocando aquela musiquinha passando na porta do prédio, do desespero em acordar todo mundo pra ir até a praia (como se ela fosse um avião que pudesse ir embora sem a gente) e da agonia que era ter que passar protetor solar…

Minha mãe sempre me falou da importância de proteger a pele e me tirava do mar pra passar mais uma camada do creminho. Eu odiava porque ficava com o corpo cheio de areia e sal e aquele esfrega-esfrega, “pra não deixar nada branco, senão mancha”, como ela dizia, parecia mais uma esfoliação. Aprendi a espalhar bem o protetor e continuo odiando ter que passá-lo.  

Claro que esses anos de expertise não superaram minha teimosia. E graças a ela, perdi as contas dos dias de sol que deixei de pegar porque estava ardendo ou com insolação. Em compensação, aprendi a lição e me preocupo muito mais com as consequências da exposição solar. 

Pra deixar as informações mais diretas, vou expor as dúvidas que eu tinha e fazer valer a máxima dos professores: sua dúvida pode ser a mesma do seu colega. 

Protetor Solar: para você não lembrar dele só na praia

Como o protetor (ou filtro) solar age? 

Ele protege a pele dos raios UVA e UVB. UV é a sigla para Ultravioletas e as letras A e B são suas classificações. Os UVBs podem causar queimaduras pois, sem a proteção adequada, atingem a epiderme, camada que vem logo abaixo da pele. Mas os mais perigosos são os UVAs. Esses raios vão direto para a derme e hipoderme (camadas mais profundas) e, com o tempo, causam envelhecimento precoce da pele, surgimento de manchas e pode levar ao câncer.  

Para ser eficaz e combater esses riscos, a composição química do protetor solar contém moléculas aromáticas conjugadas com grupos carbonila. Quando atingem a pele, os raios UVs são absorvidos por essa combinação. Após a absorção, as moléculas se agitam e voltam ao seu estado normal em seguida. Todo esse processo faz com que a pele receba uma quantidade menos agressiva da energia solar e reflita o restante.    

 

O que é FPS? 

FPS = Fator de Proteção Solar. Os mais comuns encontrados no mercado vão de 4 a 60 e diferente ao que muita gente pensa, ele não está relacionado à potência de proteção, mas sim ao tempo que a pessoa pode ficar exposta ao sol antes que a pele comece a apresentar vermelhidão ou ardor. Ou seja, se sem proteção você consegue ficar 10 minutos no sol sem arder, utilizando um protetor com FPS 15, você ficará protegido por 150 minutos (tempo x FPS). 

  

Se eu usar protetor não vou me bronzear? 

Sim, o bronzeamento ocorre, porém da forma correta. O uso do protetor faz com que os raios mais agressivos sejam absorvidos de forma saudável. Então sua pele vai ficar bronzeada e não torrada. O bronzeado de quem usa protetor também é mais duradouro, já que o risco de descascar é bem menor. 

 

Qual a diferença entre protetor e bloqueador solar? 

O protetor solar, como já explicado, transforma os raios UV e os deixam inofensivos para a pele. O bloqueador, como o nome já diz, impede qualquer absorção da radiação solar, refletindo-os quando atingem a pele. Sua fórmula normalmente contém óxido de zinco ou dióxido de titânio e quando aplicado deixa a pele opaca e esbranquiçada, impedindo o bronzeamento.  

 

Tem que usar protetor mesmo quando não estamos no verão? 

SIM!!!!!!!!!! No verão, a incidência de radiação UVB é maior, mas os raios UVAs estão presentes durante o ano todo, independente da estação ou clima. E com a destruição da camada de ozônio, eles incidem de forma ainda mais agressiva. 

Bom, acho que ficou bem explicado que protetor solar é um item indispensável, não importa a ocasião. E se você tem alguma alergia a eles ou problemas com o sol, vá ao dermatologista! Só um profissional capacitado vai te ajudar a ficar tranquilo e protegido o ano todo.   

Assinatura Desinchá

 

FONTES 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Filtro_solar#Mecanismo_de_a%C3%A7%C3%A3o  

https://novaescola.org.br/conteudo/1140/como-funciona-o-protetor-solar 

https://super.abril.com.br/comportamento/o-que-sao-os-numeros-fps-no-protetor-solar/ 

https://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2015/01/27/noticias-saude,188193/qual-e-a-diferenca-entre-protetor-e-bloqueador-roupa-com-protecao-sol.shtml