Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

12 coisas que você precisa saber antes de fazer jejum intermitente

Fazer jejum intermitente é um dos hábitos que mais ganhou destaque em 2019, e por uma boa razão. A gente tem falado bastante sobre ele por aqui, então unimos as principais dicas nesse post para te ajudar a começar essa rotina de uma maneira fácil, e melhorar sua saúde.

Vamos nessa? 

fazer jejum intermitente 

1. Identifique seus objetivos antes de começar 

Com todos os benefícios de fazer jejum intermitente, existe muitas razões para você experimentar. É importante se perguntar quais são seus objetivos individuais antes de começar esse hábito. Você está buscando um envelhecimento mais saudável, reduzir seus desejos de comilança ou usar essa técnica para alcançar um peso mais saudável?

Objetivos diferente têm planos diferentes. Portanto saber o que você espera obter do jejum vai te ajudar a montar o melhor plano.  

2. Não existe um plano que funcione para todo mundo 

Com pelo menos cinco tipos principais de jejum e opções diferentes em cada, o jejum intermitente pode funcionar com praticamente qualquer rotina. Dito isto, é importante saber também que, o que pode ter funcionado para seu amigo ou colega, pode não funcionar melhor para você. 

Enquanto algumas pessoas se dão super bem com um plano que envolve um dia inteiro de jejum por semana, outras preferem estabelecer um período de jejum que pode variar entre 8, 12 ou 16 horas.  
 

3. Pode haver algum tipo de “tentativa e erro” 

Mesmo se você fizer tooooda a sua pesquisa com muito cuidado, pode acontecer que o plano que escolheu simplesmente não funcione para você. Ficar muito tempo sem comer pode te deixar irritado ou pode não funcionar com o seu horário de trabalho, por exemplo. É importante estar ciente de como sua rotina e o jejum intermitente funcionarão juntos – e a partir daí fazer os ajustes necessários.  

Também pode ser útil reconsiderar as coisas que você come quando não está em jejum – alimentos ricos em nutrientes, ricos em proteínas e gorduras saudáveis e vegetais são os melhores. Você deve tentar evitar muitos carboidratos, principalmente ao interromper o jejum, pois isso pode causar picos de glicose e falhas no seu sistema digestivo.  
 

4. Você provavelmente vai se adaptando ao longo do caminho

Você pode ter ouvido falar de grandes benefícios que acompanham um período de jejum de 16 horas. Mas pode não querer pular nele imediatamente. Inclusive a melhor maneira de definir seu plano de jejum é facilitar sua execução. Mergulhar de cabeça num plano agressivo pode minar sua consistência.

Isso dá ao seu corpo um tempo importante para se adaptar à nova rotina, que pode ser drasticamente diferente dos seus hábitos alimentares anteriores. Comece com um plano de jejum mais curto ou menos frequente se você deseja ter sucesso com o jejum intermitente a longo do tempo.
 

5. Chá de ervas e café preto são geralmente permitidos durante o jejum

Isso varia de acordo com quem você fala, mas muitos planos de jejum intermitentes permitem mais bebidas não calóricas do que apenas água. Cafés pretos e chás de ervas são as exceções mais frequentes, já falamos por aqui também, o Desinchá é feito à base de ervas naturais e não quebra o jejum intermitente. Só tem um porém: ele deve ser consumido sem leite ou açúcar.  
 

6. O jejum não é uma mágica “cura tudo”

Embora possa haver muitos benefícios em rotina regular de jejum, é importante lembrar que isso não resolverá imediatamente todos os problemas de saúde. Como qualquer outra mudança na dieta, ela deve ser encarada como uma ferramenta. Você também pode ter que esperar um pouco para ver os benefícios. 
 

7. Preste atenção ao seu corpo

Uma das partes mais importantes para cuidar da saúde e ter uma perda de peso saudável é garantir a sintonia com a maneira como suas novas rotinas estão fazendo você se sentir. Para algumas pessoas, o jejum intermitente pode não ser a melhor escolha. Além disso, existem algumas armadilhas fáceis nas quais você pode cair, que podem desencadear outros problemas de saúde. Então fique atento. 
 

8. O estresse pode desfazer efeitos positivos, então faça apenas o que é confortável

Qualquer mudança na rotina pode criar estresse, e iniciar o jejum intermitente é definitivamente uma mudança na rotina. Segundo algumas pesquisas, a fome pode desencadear o hormônio do estresse cortisol. O conceito de “estresse alimentar” pode ter alguma verdade por trás disso, e pode sim atrapalhar o seu plano de jejum.

É melhor garantir que você comece por um plano que seja confortável para você, em vez de atirar nas estrelas e se estressar sempre que chegar a uma janela para comer.  

 

9. Tente manter um diário da sua evolução 

Diferentes alimentos podem te fazer se sentir diferente. Por isso manter um registro do que você come pode te ajudar a calibrar seu plano. Ter esse registro é uma rota potencial para aumentar os benefícios da perda de peso do jejum. Mas você não deve apenas registrar a comida que come! Pode ser útil também rastrear seu humor e outros fatores. Isso te ajuda a entender o progresso que está fazendo… Sem falar que te forçar a entender os indicadores naturais do seu corpo. 

 
10. Mulheres têm necessidades diferentes ao fazer jejum intermitente

O jejum intermitente pode ter um impacto nos hormônios para homens e mulheres. Mulheres no caso são particularmente sensíveis aos sinais de fome externa. Isso pode resultar em níveis aumentados de sinais de fome.

Não é nenhum mistério que isso dificulte a permanência no seu plano, por isso é importante estar ciente desses efeitos. Alguns médicos recomendam que as mulheres sigam um plano com aumento gradual do jejum, em vez de um início agressivo.

Para as mulheres, há outra maneira de garantir que seu plano de jejum vai corresponder às necessidades do seu corpo. Isso envolve abandonar seu plano na semana anterior ao período menstrual. Por causa de uma queda no estrogênio, as mulheres tendem a ser mais sensíveis ao cortisol. Por esse motivo, pode ser melhor ignorar a rotina do jejum.   

 

11. Existe um jeito de planejar seus exercícios em jejum

Se você está se perguntando o que fazer com seus exercícios, aqui vai a boa notícia: existe uma maneira de planejar sua academia ou horário de aula para acompanhar seu novo plano de refeições. Algumas pessoas preferem se exercitar durante o jejum… Enquanto outras sentem que precisam do combustível de uma refeição para obter o melhor treino.

Como muitas das outras dicas desta lista, o componente mais importante aqui é prestar atenção às necessidades do seu corpo.
 
 

12. Lembre-se: fazer jejum intermitente não dá carta branca para comer o que você quiser

Algumas pessoas pensam que um programa de jejum rígido lhe permite comer o que quiser durante seus períodos de alimentação. A verdade é que ainda é extremamente importante prestar atenção em como você abastece seu corpo.

 
Se você já tentou fazer jejum intermitente, lembre-se de que essas dicas ajudarão a tornar a transição um pouco mais suave. Mas você também deve ler mais sobre essa técnica em geral para aproveitar ao máximo o jejum.  
 
* Conteúdo traduzido e adaptado de MyndBodyGreen 

Desinchá sabores

Comente aqui

avatar