Como combater a obesidade infantil

Top 6 formas de desenvolver bons hábitos desde cedo

Contra a obesidade infantil

Por que as pessoas de certas culturas tomam “vinho de cobra” (feito a partir da infusão de uma cobra - SIM, UMA COBRA - no álcool de arroz), comem baratas fritas ou ovos podres? A alimentação é um hábito que se desenvolve desde cedo, moldado pela cultura do seu país de origem, da região onde você mora, e da rotina da sua própria família. Então a obesidade infantil - um problema galopante no Brasil - sinaliza que a nossa relação com a comida está precisando de uma séria DR.

Hoje, 1 em cada 3 crianças no Brasil está com sobrepeso e, de 1989 para cá, o número de crianças obesas QUADRUPLICOU. Isso vem acompanhado de uma série de comportamentos nocivos quando o assunto é comida - a recorrência dos fast-foods, a valorização da sobremesa como algo melhor que a comida saudável (“você só pode comer chocolate se terminar as verduras”), o fato das crianças não se envolverem com a preparação do alimento…

Criança não gosta de vegetais

Então hoje vamos falar sobre algumas mudanças que você pode fazer para desenvolver hábitos alimentares mais saudáveis nas crianças e combater a obesidade infantil. Lembrando que, se você tem filhos, tudo começa com o SEU exemplo. Eu sei, eu sei… Servir de modelo para outro ser humano = MUITA PRESSÃO. Mas a saúde é um objetivo a dois, a três… Algo que é ainda mais gostoso de ser conquistado em família. 💚


#1 - Vão ao mercado juntos

O objetivo aqui é fazer boas escolhas como um time. Você pode envolver seus filhos no planejamento das suas refeições da semana e pedir a opinião deles sobre o que torna uma comida (ou bebida) saudável.

#2 - Cozinhem juntos

Assim a criança começa a construir outra relação com a comida - mais íntima e pessoal. Eles passam a ver a cozinha como um ambiente de experimentação, onde podem testar temperos, misturas de ingredientes e usar a criatividade.

Pai e filha cozinhando juntos

#3 - Fiquem presentes na hora de comer

É comum algumas crianças fazerem as refeições em frente à TV - ou com os pais à mesa checando o telefone, vendo coisas de trabalho. Mas esse é um momento para estreitar os laços entre a família - e com o alimento!

#4 - Abandone a regra de “raspar o prato”

A criança pode definir ela mesma quando estiver SATISFEITA. A imposição de raspar o prato pode ajudar a desenvolver o hábito de comer demais, até ficar beeeem cheio. Alguns pais forçam os filhos a comer tu-do, porque “tem crianças morrendo de fome em outros lugares do mundo”. Bem, a obesidade hoje mata mais do que a fome.

#5 -  Não use sobremesas como uma recompensa

Quando alguém diz que “você só pode comer a sobremesa se comer as verduras”, a mensagem implícita é que comer saudável é um sacrifício a ser tolerado… Em troca de poder encher a cara de açúcar. Desenvolver uma alimentação saudável é entender que é possível, SIM, escolher alimentos que sejam ao mesmo nutritivos e saborosos.

Menina empolgada com a comida

#6 - Seu exemplo é a melhor escola

O que você FAZ é mais importante do que o que você FALA. Não adianta ser fumante e querer proibir seu filho de fumar. Crianças estão olhando para você a todo momento para tentar entender como agir. Você vai ser a primeira referência delas e, com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades.

Na melhor das hipóteses, além de combater a obesidade infantil nos seus filhos, vocês vão aproveitar juntos momentos de conexão.

NutriçãoDesincháComment