Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

Descubra os melhores alimentos pra comer no inverno

O frio está chegando, e reunimos aqui as melhores opções de alimentos pra comer no inverno 
 
Winter is coming… Quem acompanhou a febre de Game of Thrones conhece essa máxima, não é? Brincadeiras à parte, o inverno começa dia 22 de Junho, e infelizmente os vegetais estão de férias. Pois é. Pode pegar aquela mantinha aconchegante, Desinchá Noite, Netflix e fondue… O inverno tem muito a oferecer, mas os produtos frescos geralmente não estão nessa lista. 
 
Mas estamos aqui para trazer boas notícias: nem todas as refeições até a primavera chegar precisam girar em torno de batatas e cebolas. Com um pouco de planejamento e criatividade, é possível escolher frutas e legumes frescos durante todo o inverno. 

Se prepara para aprender sobre inesperados alimentos ricos em vitaminas e com clima frio que você PRE-CI-SA garantir nas suas compras antes do inverno.

alimentos pra comer no inverno
 
Climas frios 

Feitas no inverno e para o inverno, essas opções sazonais ultra nutritivas formam o alimento básico de uma dieta saudável no período de frio. Antioxidantes, com cores vibrantes e sabores aconchegantes são opções incríveis para dia mais frios. Então vamos ao que interessa. 

1. Repolho 

Embora algumas variedades de repolho estejam disponíveis durante todo o ano, a maioria das variedades adora clima frio e está pronta para a colheita no outono e inverno. 

Dicas de armazenamento: Enrole bem as cabeças de repolho em plástico e guarde-as na geladeira para mantê-las frescas por até uma semana. 

Como comer: os benefícios nutricionais desse vegetal são mais ricos quando consumidos ainda crus; portanto, corte ou triture algumas folhas para adicionar em saladas ou frituras.  

Aqui tem uma receita incrível de Salpicão para você se inspirar.
 

Este vegetal é super saudável e econômico, é um primo próximo de outros favoritos de climas frios, como couve-flor, couve de bruxelas, couve e brócolis. 

O repolho fornece muitas vitaminas e minerais, incluindo camafeus das vitaminas C e K, bem como folato, fibra, antioxidantes e compostos anticancerígenos chamados glucosinolatos. 

2. Couve de Bruxelas 

Esses brotos estão finalmente se destacando e ganhando espaço na culinária.  

Dicas de armazenamento: as couves de Bruxelas permanecerão frescas na geladeira por algumas semanas. As folhas externas podem murchar, mas é necessário apenas removê-las antes de cozinhar os brotos. 

Como comer: Misture os brotos cortados com azeite e asse até ficarem crocantes e dourados. Cubra com uma leve camada de manteiga e sálvia – ou qualquer outra especiaria da sua preferência. Aí voilá, temos um prato delicioso e saudável. 

A Couve de Bruxelas, também conhecida como mini-me do repolho. Ela apresenta alguns dos benefícios de saúde que seu irmão mais velho. Como outros vegetais crucíferos, a couve de bruxelas tem altos níveis de antioxidantes que combatem o câncer e que podem proteger o DNA de compostos nocivos no organismo. 

É basicamente Jean Claude Van Damme na sua barriga. 
 

3. Abóbora 

Dicas de armazenamento: Mesmo que pareçam bastante maduras, a abóbora continua amadurecendo após a colheita. Então a dica aqui é consumi-la o mais rápido possível, embora em ambientes úmidos ela possa ter uma durabilidade maior.  

Como comer: Como a abóbora é saudável, razoavelmente barata, cheia de recheio e super saborosa, não é de admirar que existem milhares de receitas incríveis para elas.

Nesse link, a gente sugere um Cuscuz marroquino feito com abóbora. 

A característica carne dourada da abóbora está repleta de nutrientes, incluindo carotenóides, vitamina A e potássio.  

4. Batatas

Clássicas e queridinhas de muita gente.  
 
Dicas de armazenamento: Armazene as batatas em uma área escura, fresca e bem ventilada por aproximadamente que ela pode durar até um mês. Mantenha as batatas longe de cebola e maçãs. Elas não se dão bem, acredite. À temperatura ambiente, as batatas se mantêm por 1 a 2 semanas. 

Como comer: Há uma variedade enorme de maneiras de transformar batatas em uma refeição, então ela dispensa apresentações. E para fugir um pouco da mesmice, dá uma olhada nessa receita aqui.

Carboidratos parecem ter uma má reputação, mas são alimentos básicos em muitas cozinhas por um bom motivo. Em “Toy Story”, veja como Andy sempre coloca Mr. Potato Head como um cara mau quando está jogando. Não está certo. 

Certamente, as batatas são ricas em amido e com alto índice glicêmico.   Mas também são baratas e possuem um impressionante perfil nutricional que inclui potássio, magnésio, ácido fólico, vitamina C e proteína. 

As extravagantes batatas roxas podem até ajudar as pessoas a reduzir a pressão sanguínea e aumentar os antioxidantes.  

Embora a batata-doce possa ser uma escolha mais saudável, com seu tesouro de beta-caroteno, vitaminas A e C e fibra, as batatas brancas regulares ainda são uma opção saudável, dependendo do método de cozimento preferido. Frituras aqui não conta, tá? 

 
5. Cebola

Ame ou odeie.

Dicas de armazenamento: Coloque as cebolas fora da geladeira, pois elas podem ficar macias na geladeira. Armazenadas em local fresco e seco, elas duram por vários meses. 

Como comer: Ideal para dar sabor a qualquer coisa, desde sopas, saladas de grãos, massas e carnes, as cebolas são um ingrediente da linha all-star o ano inteiro. Eles podem fazer você chorar, mas as cebolas são realmente muito saudáveis. 

Os vegetais despretensiosos são baixos em calorias, mas fornecem quantidades surpreendentes de vitamina C e fibra. Um estudo de 2009 descobriu que os óleos nas cebolas podem reduzir os níveis de colesterol LDL (“ruim”) e aumentar o colesterol HDL (“bom”).  
 

6. Beterraba

A beterraba é muito pouco valoriza nos nossos costumes de alimentação, mas é impressionante a quantidade de benefícios que ela traz. Eu fiquei impressionada durante a pesquisa desse post aqui.  
 
Dicas de armazenamento: é melhor armazenar raízes de beterraba em um saco plástico na geladeira por até um mês. 

Como comer: jogue beterraba assada e cenoura com lentilhas e muitas ervas e especiarias frescas para fazer um prato super saudável. No nosso Desinchef você encontra diversas opções de receitas a base de beterraba. 

Beterrabas doces, terrosas e vermelhas escuras são únicas no corredor dos vegetais. A beterraba contém antioxidantes chamados betalaínas, que podem ajudar a combater o câncer e outras doenças degenerativas. 

Elas são ricas em vitaminas A, B e C, além de potássio e folato. Elas também são uma fonte natural de açúcar (cerca de 9 gramas por porção), então para quem procura reduzir as coisas doces da alimentação, pode ser uma ótima aliada.  

Além disso, a beterraba possui nitratos alimentares naturais que aumentam o óxido nítrico no organismo. O óxido nítrico está relacionado à melhora do fluxo sanguíneo, redução da pressão arterial, aumento do desempenho do exercício e melhora do funcionamento cognitivo. 

7. Cenoura

Velho conhecido da nossa culinária, mas sempre vale reforçar os benefícios dessa raiz.  
 
Dicas de armazenamento: Como muitos vegetais de raiz, as cenouras ficam em um saco plástico na geladeira por várias semanas. 

Como comer: traga sua doçura natural para saladas, sopas, caldos e carnes. A cenoura traz um toque especial para quase qualquer prato.  

Com certeza sua mãe já te disse para comer cenouras para ter olhos saudáveis? Esse dito popular é comum pois ela é repleta de antioxidante beta-caroteno, um composto que se converte em vitamina A no organismo. 

De acordo com o Escritório de Suplementos Dietéticos, a vitamina A é essencial para um sistema imunológico perfeito, olhos, pele e membranas mucosas saudáveis. 

Os vegetais de cor alaranjada também estão repletos de vitamina C e luteína, antioxidantes que podem ajudar a manter o corpo mais saudável. 

Isso tudo, sem esquecer, aquele bolo de cenoura vegano maravilhoso que fez parte das nossas infâncias. 

 

8. Nabos e Rabanetes

Esse também entra na lista do ame-o ou odeie-o 
 
Dicas de armazenamento: Você pode manter nabos e rabanetes na geladeira por algumas semanas ou no congelador por vários meses. 

Como comê-lo: o que é extravagante e surpreendentemente bom para você? Um gratinado de nabo simples! Os rabanetes podem se disfarçar e substituir nabos em qualquer prato. Aqui vai uma opção de salada com rabanete, que você pode substituir por nabo também.

Essas surpresas roxas e brancas podem parecer batatas com um moicano, mas na verdade são da mesma família que repolho, brócolis e couve-flor. 

Confuso ainda? Talvez por causa dessa crise de identidade tão confusa, nabos e rabanetes sejam frequentemente (infelizmente) ignorados nos corredores do supermercado. Mas os membros da família crucífera têm alguns truques poderosos e nutritivos nas mangas. 

Este arsenal de nutrientes inclui: 
– glucosinolatos de combate ao câncer 
– vitaminas C e K 
– folato 
– potássio 
fibras 
– cálcio 

Seu sabor levemente doce, e forte, também é uma benção para quase qualquer prato.  

9. Batata Doce

Comum em muitas dietas que conhecemos por aí, não é mesmo?  
 
Dicas de armazenamento: Mantenha as batatas doces em um local fresco e seco fora da geladeira por até 2 semanas. 

Como comer: assada, frita, na salada, em qualquer tipo de carne e até misturado com batatas comuns ou roxas, qualquer receita pode ser surpreendente.  No nosso instagram encontra essa receita de nhoque de batata doce especial, e varias outras.

A batata-doce pode ganhar o prêmio de “Tubérculo mais versátil”.

Essas delícias em tons de laranja dão um toque nutricional, com fibras, beta-caroteno, vitaminas A e C e antioxidantes. Além disso, como eles são bastante baixos no índice glicêmico, eles são ótimos para rechear sem serem sobrecarregados, além de também substituírem o consumo excessivo de açúcar da sua dieta.  

 
10. Radicchio  

 Dicas de armazenamento: Mantenha-o na geladeira embrulhado em plástico por até 3 semanas. 

Como comer: O radicchio pode ser consumido refogado, cozido ou cru mesmo em saladas.  

Além de ser uma das palavras mais divertidas do idioma inglês, o radicchio (membro pronunciado ra-DIK-kio) é um membro da família da chicória e da escarola.  

Seu vermelho e branco, levemente picante, e suas folhas amargas estão apenas esperando para fornecer toda a vitamina C, magnésio, potássio e vitamina K na sua alimentação.  

Além disso, uma xícara desse legume folhoso tem apenas 9,2 calorias. Portanto: adicione-a a qualquer prato para obter um baixo impacto calórico e muito sabor.  
 
Deu para ver que temos muitas boas opções para esse inverno que está chegando, não é mesmo?

E se você ainda não conhece, nós da Desinchá postamos várias receitas saudáveis e saborosas nos canais abaixo, só escolher seu preferido e se deliciar  
 
– No Instagram tem receita nova todos os dias 
Aqui no site você pode filtrar por ingredientes que preferir 
– E no Pinterest você pode escolher, salvar e cozinhar quando quiser. 

Desinchá Noite

Comente aqui

avatar