Detox de verdade

Olá amigos saudáveis, como está o detox de vocês?

Detox de verdade

Bom, para ser direto: você pode já ter feito um, estar fazendo ou pensar em fazer num futuro próximo (distante), mas muito provavelmente fez/faria isso errado.

Faria, pois nós, da Desinchá, estamos aqui para tirar a sua vida desse obscurantismo do mundo de pouca informação (ou informação errada mesmo), meu querido desinchamigo. Nessa época em que a expressão “fake news” provavelmente é mais dita que a palavra “Google”, vamos desmistificar uma mentirinha que te contaram em algum lugar por aí: tudo (ou quase tudo) que você já ouviu falar sobre detox está errado.

Mas calma, não se afobe ainda. Apesar desse detox que você conhecia não ser exatamente um detox, ele não deixa de fazer bem pra saúde. Fazer refeições leves, cortar carne vermelha, refrigerantes e álcool fazem um bem danado pro nosso corpo e já falamos disso em outro post, nessa plataforma maravilhosa chamada carinhosamente de blog.

Gatinho tentando pegar a salada

Mas esse “bem danado” é apenas a ingestão de nutrientes melhores, trazendo um bom funcionamento do organismo e uma digestão melhor. Você continua tão tóxico quanto aquele parente chato que está em qualquer encontro de família.

Aí você pode estar se perguntando: “mas Silvio, se nem comendo bonitinho eu consigo me desintoxicar, pra onde eu devo correr?”. Bom, vamos começar falando sobre o que é tóxico que está dentro do nosso corpo.

Desintoxicar, na verdade, significa facilitar a eliminação de qualquer substância tóxica ou não essencial que esteja presente em nosso organismo. Essas substâncias são medicamentos, conservantes, pesticidas, metais pesados, hormônios, corantes e plásticos. E quem faz esse trabalho sujo de eliminá-los do nosso corpo é o fígado, intestino e nossos rins.

O mais chocante, caro leitor, é saber que o brasileiro consome, em média, 5 quilos desses produtos por ano! Bicho, imagina só isso tudo materializado na sua frente. Bem desagradável, certo? Mas tá tudo bem. Continue calmo, amigo. O detox existe, sim. E é tão simples quanto o falso que os rostinhos bonitos do Instagram adoram compartilhar. (Isso não vale para vocês, instagramers queridos que fazem o certo e compartilham nosso amado Desinchá).

Os alimentos campeões em intoxicação do nosso organismo são os processados e ultraprocessados. Se você costuma acompanhar este que vos escreve, já deve saber disso. Eles são o combo da alimentação ruim: contém substâncias tóxicas e não apresentam nenhum nutriente essencial. E é aí que entra um ponto importante e simples na sua mudança de hábitos para conseguir se desintoxicar: ler os rótulos das embalagens. Carboidratos refinados como farinha de trigo, arroz, açúcar e pão branco devem ser evitados, pois são muito agressivos para o organismo, elevam o nível de insulina, estimulam o ganho de peso e o aumento de triglicérides.

Mas se fossem só esses alimentos todo mundo já sabe, ficaria muito fácil. Existem produtos que parecem bem ok, mas para um detox, não servem. Um exemplo são os alimentos produzidos com adição de sal ou minimamente processados, como legumes em conserva, frutas em calda, queijos e pães. E os ultraprocessados eu nem preciso falar, ok? Todos os produtos dessa categoria passam por técnicas de processamento que envolvem vários ingredientes de uso exclusivamente industrial. Ou seja: você não deveria apenas parar de comer isso, mas essas coisas deveriam ser proibidas pra todo mundo.

Acho que não precisaria dar exemplos, mas só pra deixar claro:

  • Refrigerantes

  • Biscoitos recheados

  • Salgadinhos de pacote

  • Macarrão instantâneo

  • Enlatados

  • Embutidos

  • Frituras

Ao ler a embalagem, fuja também de produtos que contêm a escrita “BPA free”.

Gatinho batendo no morango

Dito isso, muito provavelmente agora você deve estar se perguntando: “mas que inferno! Vou viver de cenoura então?”

Bom, não. Mas também.

Para um detox sincero e verdadeiro com o seu corpo, alimentos integrais são ótimos, como arroz, quinoa e amaranto, pois são fontes importantes de proteínas, fitoquímicos e fibras solúveis, fazendo com que seu corpo absorva menos substâncias tóxicas. E também são ricos em manganês, magnésio, vitaminas B3 e B6, importantes para o “detox” natural do corpo.

Mas vamos facilitar mais uma vez pra você, caro entusiasta do chá. Segue uma listinha do que consumir (de preferência orgânicos):

  • Brócolis

  • Gengibre

  • Açafrão

  • Couve-flor

  • Soja

  • Grão de bico

  • Feijão branco

  • Ervilha seca

  • Linhaça

  • Abóbora

  • Girassol

  • Gergelim

  • Chia

Brocolis

É uma lista que pode não parecer muito apetitosa em um primeiro momento, mas em nossas receitas você encontra várias foram de deixar esses ingredientes virarem um banquete maravilhoso. Já viu? Então clica aqui, RÁPIDO

Todos esses alimentos contêm minerais, aminoácidos, vitaminas e flavonoides necessários para ajudar o corpo a eliminar toxinas, ok?

Então vamos resumir aqui: detox tem mais relação com o que você elimina do seu corpo; para um verdadeiro detox, não adianta só tomar as coisas que dizem ser detox; pare imediatamente de comer alimentos processados e ultraprocessados; tenha uma dieta rica, principalmente em legumes e verduras para facilitar a eliminação das toxinas.

E direi novamente o que provavelmente eu digo na maior parte dos meus posts: BEBA-MUITA-ÁGUA, estamos combinados?

Detox não é só um dia. Detox é algo que acontece aos poucos enquanto você vai adquirindo hábitos mais saudáveis. Se quiser uma forcinha para ter esses hábitos, um primeiro passo pode ser o Desinchá!

Assinatura Desinchá

Comente aqui

avatar