Gastrite tem solução!

Você já esteve com muitas pessoas que reclamaram estar com gastrite?  

Pelo menos comigo, sempre foi muito comum ver pessoas próximas dizendo que estão com esse problema, pelos mais diversos motivos. E hoje você vai descobrir que boa parte desses motivos não caracteriza gastrite, amiguinho. O que não muda o fato que se tá doendo, tem alguma coisa aí. 

Gastrite tem solução!

Mas então o que seria gastrite?

Explico: a gastrite é uma inflamação da mucosa interna do estômago que provoca dor intensa, azia, queimação, perda de apetite náuseas e até vômito. Ela pode ser aguda (ou seja: surgir de repente) ou crônica, quando ela vem crescendo devagar no estômago e o tratamento demora muito. A erosiva, que lesiona a parede do órgão e perda da mucosa estomacal, provoca até úlceras e sangramento.

Depois desse breve resumo, vamos para as novidades: nervosismo, estresse e ansiedade não causam gastrite. Na pior das hipóteses, eles provocam alguns sintomas semelhantes, mas sem que haja os danos típicos no estômago. Isso recebe o nome de dispepsia funcional.

Mas o que raios pode causar algo que, lendo assim, parece tão grave?

São coisas que, no dia a dia, nunca paramos para pensar que são tão graves assim. Como por exemplo:

  • Usar ácido acetilsalicílico e de anti-inflamatórios por muito tempo;

  • Consumir bebidas alcoólicas com frequência alta;

  • Gastrite autoimune – a doença ocorre quando o sistema imune produz anticorpos que agridem e destroem as células gástricas do próprio organismo;

  • Tabagismo;

  • Infecção pela bactéria Helicobacter pylori.

Os sintomas são simples de identificar, mas podem te dar um susto: sabe a boca do estômago? Então, é lá que dói. Até aí ok, mas daí pode vir o que vai te assustar. Essa dor pode se espalhar por outras partes próximas do corpo, confundindo algumas pessoas com a dor de um infarto. Mas tá tudo bem.

Essa dor ainda pode vir acompanhada por azia e queimação, assim como dizem os comerciais de remédios efervescentes, sabe? E isso piora se você comer coisas pesadas e gordurosas, mas acho que você já sabe disso.

Mas existem sintomas que são piores, como: perda do apetite, náuseas, vômitos, presença de sangue nas fezes e no vômito.

Para evitar que tragédias como essa aconteçam, maravilhoso leitor, é só seguir alguns passinhos fáceis:

  • O horário de refeição é SAGRADO. Ter um momento tranquilo para o café da manhã, almoço e jantar é questão de saúde, e não apenas luxo;

  • Fazer pequenas refeições durante o dia é muito melhor para o seu corpo do que comer muito de uma vez só após um período em jejum;

  • Mastigue BEM os alimentos, a digestão começa antes do estômago;

  • Fique BEM LONGE do cigarro;

  • Coma frutas menos ácidas, verduras e carnes magras;

  • Evite analgésicos e bebidas alcoólicas.

 

Mas é bom saber exatamente o que comer caso esteja com o problema. Então segue a lista:

  • Legumes e verduras cozidos:

Uma alimentação equilibrada e saudável é essencial para controlar a gastrite. Alimentos cozidos facilitam a mastigação e a digestão, reduzindo o trabalho do estômago.

  • Maçã: 

Essa já é conhecida por aliviar os desconfortos gástricos, graças ao seu efeito antiácido. Ela é perfeita para comer no intervalo entre uma refeição e outra, como disse mais acima sobre comer pouco e várias vezes durante o dia.

  • Sardinha: 

SIM, SARDINHA. E a explicação é simples: peixes, principalmente os de água fria, possuem ômega-3, que ajuda a reduzir a inflamação no estômago. Também impede o crescimento da bactéria Helicobacter pylori, já citada nesse texto. Mas importante: opte por peixes selvagens, nunca os de cativeiro.

  • Frutas Vermelhas:

Os flavonoides, compostos antioxidantes presentes em Morango, amora, mirtilo e framboesa, por exemplo, possuem flavonoides, compostos antioxidantes conhecidos pelo poder anti-inflamatório e cicatrizante.

Moradores de cidade grande como eu adotaram (muitas vezes sem opção) um estilo de vida e costumes muito nocivos para a nossa mente e corpo. O importante de falarmos de uma maneira simples sobre problemas como a gastrite nos ajuda a ficar em alerta com relação ao que estamos fazendo de errado no nosso dia a dia.

E você não precisa cortar TODAS as bebidas e ficar só na água, não. O Desinchá também pode e é ótimo! 😉

Assinatura Desinchá

2
Comente aqui

avatar
1 Comentários
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Jayne MoraisJoice Recent comment authors
newest oldest
Joice
Visitante
Joice

Onde posso encontrar esse cha?