Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

O que comer antes, durante e depois do jejum intermitente

Já contei por aqui como foi fazer o meu primeiro jejum intermitente de 24h, e agora quero te passar algumas informações mais técnicas sobre o que comer (e o que deixar de comer) antes, durante, e depois do jejum intermitente. Alguns detalhes fazem toda a diferença para você colher os benefícios dessa prática, e é exatamente sobre isso que vamos falar hoje. 

O que comer antes, durante e depois do jejum intermitente

O que comer antes do jejum intermitente

Pelo menos na sua última refeição antes de começar o jejum intermitente, é importante focar numa alimentação cetôgenica ou low carb. Isso vai fazer com que os seus níveis de insulina baixem, vão deixar seu corpo mais preparado para queimar gordura e sentir os outros benefícios que o jejum pode oferecer. 

 

O que comer durante o jejum intermitente

Aqui você não vai estar consumindo muita coisa, já que todo o ponto do jejum intermitente está em restringir sua alimentação – porém ainda é possível consumir algumas coisas. 

  • Café preto puro: só tome cuidado para não adicionar açúcares, adoçantes artificiais, leite, cremes, óleos, etc. O bulletproof coffee (café misturado com óleo de coco e manteiga ghee), por exemplo, vai quebrar o seu jejum. Se sentir muita necessidade, você pode colocar um toque de especiarias (canela, noz moscada…) ou um pouquinho de stevia, e só. Outra coisa importante em relação ao café é que não é recomendado tomar muuuuito café de uma vez só. Isso pode elevar seus níveis de cortisol, que já aumentam naturalmente no período de jejum, e fazer o corpo liberar insulina. 
  • Chás: inclusive o Desinchá, né? Tomando o mesmo cuidado de não adicionar calorias à bebida. Ou seja: nada de colocar leite, cremes, açúcares, etc.
  • Vinagre de maçã: dos benefícios  que o vinagre de maçã pode trazer é que, além de não quebrar o jejum, o vinagre ajuda com uma sensação de saciedade.
  • Sal na água: é inclusive bom porque assim você coloca eletrolitos para dentro do corpo, e evita enxaquecas ou algum efeito que a falta de sais minerais pode causar.
  • Stevia: já comentei isso antes, mas se precisar adoçar (de leeeve) aquele café ou Desinchá, um pouco de stevia está liberado. 

 

Desinchá

 

 

O que comer pouco antes de quebrar o jejum

De tudo isso o que mencionei aí em cima, é altamente recomendado que você diminua os níveis de cortisol na sua corrente sanguínea. Enquanto você não está se alimentando, o cortisol te ajuda a queimar gordura…  

Mas quando você junta cortisol + comida, ele estoca o alimento como gordura. 
 
Isso porque o cortisol tem o efeito de te deixar preparado para tudo. Apesar de ser conhecido como o “hormônio do stress”, ele é liberado logo que você acorda para te ajudar a despertar. Então ele tem tudo a ver com a regulação de energia do seu corpo. 

Como fazer isso, então? Antes de quebrar o jejum, é legal consumir: 

  • Água com sal: isso diminui o efeito da adolesterona, hormônio que regula a retenção de líquidos, e o cortisol cai como consequência. 
  • Colocar um pouco de canela no seu chá preferido (o Desinchá, claro): a canela simula os efeitos da insulina e, quando você comer, termina armazenando menos do alimento como gordura. 

 

Agora… A forma de quebrar o jejum intermitente é um dos passos mais importantes de todos. Isso porque, nesse momento, seu sistema digestivo está bem sensibilizado. 

 

Como quebrar o jejum 

  • Foque em proteínas magras: que vão elevar um pouco a insulina, mas sem jogar todo o alimento para dentro das células e armazená-lo como gordura 
  • NÃO adicionar gorduras 
  • NÃO consumir glúten: ele causa uma inflamação que não é nenhum pouco benéfica para o sistema digestivo fragilizado 
  • EVITAR laticínios: já que eles também geram sensibilidade em muita gente 
  • EVITAR vegetais: fibras vão trazer uma sensação de inchaço abdominal nesse momento 

 
O foco aqui é apenas acordar o seu sistema digestivo, elevando o mínimo possível de insulina. 

 

O que comer depois do jejum intermitente

1h ou 1h30 após quebrar o jejum intermitente você já pode comer uma refeição normal, de preferência incluindo alimentos ricos em: 

  • Vitamina D: ovos, peixe, cogumelos, fígado… 
  • Zinco: frutos do mar, ostra, ovo, amendoim, sementes de abóbora… 
  • Iodo: algas marinhas, nori, mexilhão, bacalhau, salmão, ovo, fígado, leite… 
  • Selênio: castanhas, sardinha… 

 
Isso vai apoiar o bom funcionamento da sua tireoide.  

Para nós, mulheres, é especialmente indicado também incluir depois do jejum intermitente: 

  • Vegetais crucíferos: cebola, brócolis, couve-flor… 
  • Gorduras boas 

 
Esses ingredientes combinados vão ajudar nosso corpo a produzir os níveis necessários de estrogênio para funcionar normalmente. 

Em relação aos exercícios: você pode manter sua rotina normal, a não ser que treine de um jeito maníaco. Se o seu objetivo for perda de gordura, é legal treinar um pouco antes de quebrar o jejum (e aí sua primeira refeição pode ser o seu pós-treino). 

 
Se você está buscando mais um estilo de vida ou seu foco é ganhar músculos, tudo bem treinar depois de comer. 

 
Agora você já sabe como se alimentar em cada etapa para fazer um jejum intermitente com saúde e responsabilidade. Se quiser se aprofundar numa estratégia low carb de alimentação, que vai MUITO BEM junto de uma estratégia de jejum intermitente, criamos um treinamento completo específico para você. 😉  

Método Transformação Low carb

Por Melina França

Comente aqui

avatar