O que são FODMAPs?

Fermentable Oligo-, Di-, Mono-saccharides and Polyols. WHAT? Calma, essas palavras estranhas em inglês significam: oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis. Ok, você deve estar achando que estou falando grego.  

É por isso que a nutri favorita de vocês está aqui (eu) para explicar essa língua que é o “nutricionês”. Vamos entender melhor sobre o que estamos falando. 

FODMAPs são uma família de alimentos fermentáveis que são mal absorvidos pelo nosso corpo, que podem causar desconforto intestinal em algumas pessoas. Estes alimentos fermentáveis são carboidratos não digeridos pelo nosso trato digestivo, isso significa que a fermentação que eles ocasionam no nosso organismo pode causar: produção de gases (Eca! Pois é), distensão abdominal, diarreia e dor.  

Você deve estar se perguntando “que alimentos são esses que eu tenho que ficar LONGE?”. Mas vamos com calma. É necessário ressaltar que esses alimentos não causam mal para todas as pessoasmas sim grupos específicos como aqueles que apresentam Síndrome do Intestino Irritável (SII).  

“Que síndrome é essa?? Será que eu tenho?” 

Síndrome do Intestino Irritável ainda não tem uma causa bem compreendida. O diagnóstico costuma ser feito com base nos sintomas, que incluem dor abdominal, inchaço, diarreia e constipação (sintomas citados acima que são causados algumas vezes pelos FODMAPs). Algumas pessoas podem administrar os sintomas com o controle de dieta, estilo de vida e estresse. Outras precisam de medicação e terapia. A dieta com baixo teor de FODMAPs funciona em mais de 70% dos casos de Síndrome do intestino irritável (SII). 

Existem alimentos que possuem um alto teor de FODMAPs, que devem ser evitados no caso de surgir os sintomas da SII, e os com baixo teor de FODMAPs, que podem ser incluídos para um melhor funcionamento do intestino, evitando a fermentação dos alimentos no nosso organismo. 

 

Quais são os alimentos com alto teor de FODMAPs? 

Quais são os alimentos com alto teor de FODMAPs?

E quanto às bebidas, o que devo me atentar? 

Bebidas alcoólicas: Não é recomendado o excesso, já que o álcool acentua os sintomas da SII. 

Café: O café preto não contém FODMAPs, porém, a cafeína pode estimular os movimentos intestinais e isso pode ser um desconforto para algumas pessoas. Fique atento às quantidades! 

Chá: O chá verde, o chá preto e o chá de hortelã contêm baixo teor de FODMAPs, mas evite o chá de camomila, por exemplo. 

Refrigerante: Por conter uma quantidade alta de açúcar, também devem ser evitados (não somente neste caso, né queridos? Evite sempre que conseguir 😜) 

 

Como eu sei se preciso evitar estes alimentos? 

Bom, para você aí que andou sentindo os sintomas da SII, é recomendado que você procure uma nutricionista (tipo eu 😉) ou médico para identificação do diagnóstico correto, para que a dieta seja indicada para você ou não. Como qualquer dieta restritiva, é necessário o acompanhamento de um profissional da saúde. É importante ressaltar que se você não tem intolerância aos FODMAPs, não há motivo para eliminar esses alimentos da dieta, principalmente pelo fato de alguns deles serem muito saudáveis. 

 

 

Como fazer a dieta com baixo teor de FODMAPs? 

Confesso que é uma dieta um pouco restritiva, mas quem tem os sintomas do SII fala que vale muito a pena seguir, por sentirem uma melhora dos sintomas. 

  • A dieta FODMAP deve ser individualizada 
  • O plano alimentar funciona pelo tempo de 6 a 8 semanas com a exclusão dos alimentos #altoFODMAP e priorizando os #baixoFODMAP 
  • Após a exclusão, alguns alimentos são reintroduzidos em média de 30-60 dias depois. (Deve ser feita em porções pequenas e de maneira isolada, para poder identificar os alimentos causadores dos sintomas e, assim, retirá-los por definitivo do cardápio.) 

#DICADANUTRI: Não é preciso excluir todos os alimentos que contenham FODMAP, apenas saber qual deve ser evitado, qual deve ser consumido moderadamente ou qual pode ser consumido à vontade. Ok? 

 

E depois, vou poder voltar a comer as comidinhas que eu gosto? 

No caso de você ser diagnosticado com SII, é possível que você tenha que seguir algumas restrições para levar ao longo da sua rotina e respeitar a exclusão de alguns alimentos que pioram seus sintomas. Mas nada que um autocontrole não resolva, né? Ocasiões especiais são liberadas 😉 

Caso você só tenha sido orientado por uma nutricionista para tentar a dieta como uma estratégia de amenizar os sintomas, só reintroduza os alimentos que gosta de forma gradual e respeitando os sinais que seu corpo te dá.  

É permitido ser feliz, gente! 

 

O que são FODMAPs?

 

Quais são as vantagens de seguir essa dieta? 

Uma diminuição dos sintomas aparentes (sintomas digestivos gerais, dor abdominal, inchaço, gases, hábitos intestinais alterados – diarreia e constipação) é a maior vantagem. Também pode acontecer um aumento do bolo fecal (Vulgo: te ajuda a ir ao banheiro), ajuda na imunidade do intestino e na regulação da microbiota intestinal. Ou seja: ajuda seu intestino. 

 

E as desvantagens?  

A eliminação dos alimentos baixos em FODMAPs pode ocasionar constipação (o famoso intestino preso, que gera o estado “enfezado” das pessoas), por conta da redução de alguns alimentos que tem fibras na lista dos alimentos para evitar. 

Em alguns casos pode resultar na deficiência de vitamina D, cálcio, ferro, zinco, ácido fólico e vitaminas do complexo B. Nada que não possa ser revertido na alimentação também, não se preocupe. 

 

Em geral, meu querido leitor, se você sente que se identifica com os sintomas que eu citei, procure um nutricionista ou profissional da área, para que você possa ser diagnosticado e entender se a dieta de baixo FODMAPs realmente é indicada para você. Entenda que cuidar do nosso corpo deve ser uma rotina de bons hábitos: cuide da sua alimentação, corpo e mente

Dica mais valiosa que você vai ler hoje: Cuide da saúde do seu intestino! 

Assinatura Desinchá

Comente aqui

avatar