Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

Como praticar o autocuidado de acordo com as linguagens do amor

Talvez você já tenha ouvido falar nas 5 linguagens do amor, do pesquisador Gary Chapman. Segundo ele, cada pessoa demonstra amor ou afeto de forma diferente.  

Quer dizer, imagine que é o aniversário de uma amiga querida… Talvez ela valorize tempo de qualidade mais do que tudo, então não importa se você der um jatinho particular de presente, ela ainda vai se sentir muito mais querida se você passar um tempo com ela.  

Outra pessoa pode valorizar presentes muito mais, e isso não precisa ser um jatinho. Pode ser um chocolate só pra sinalizar que você lembrou dela.  

Isso faz muito sentido. Amamos de jeitos diferentes, então nada mais natural do que demonstrar nosso afeto na linguagem da outra pessoa. A grande sacada aqui é que perceber que ei! Podemos usar as linguagens do amor para praticar o autocuidado, ao demonstrar amor por nós mesmos. 

Esse post então vai te dar uma série de ideias de como fazer isso. 😊  

Ainda não sabe qual das linguagens do amor é a sua? Você pode fazer o teste de graça aqui

Vamos às ideias. 

Como praticar o autocuidado de acordo com as linguagens do amor

#1 Tempo de qualidade 

Uma das coisas mais lindas dessa linguagem é que, ao mesmo tempo que você dá afeto, você recebe de volta. Sem precisar gastar dinheiro ou fazer um super planejamento para praticar o autocuidado.  

  • Abrir espaço na sua agenda pra não fazer nada pra outras pessoas 
  • Tirar tempo ininterrupto para hobbies, projetos paralelos, coisas que você gosta de fazer 
  • Se levar num encontro: ao cinema, ao teatro, num show, para jantar… 
  • Meditar 
  • Ler 
  • Escrever (assim você pode se conectar consigo de uma forma mais profunda) 
  • “Comprar” seu tempo de volta (contratando um assistente, por exemplo) e usando o espaço na agenda para o que você quiser 

 

#2 Presentes 

Essas pessoas adoram usar objetos como representações físicas de algo emocional. Pequenos “prêmios” por terem atingido uma meta, por exemplo. 

  • Comprar algo pequeno que esteja alinhado com seus interesses (por exemplo: formas de cupcake se você gosta de cozinhar, ou caderno e caneta se você gosta de escrever o/) 
  • Pequenas indulgências (um café diferente, um chá diferente, uma boa cerveja, um chocolate importado…) 
  • Souvenirs de um dia bacana (usar a garrafa de cerveja que você tomou com alguém querido na decoração da casa) ou de alguma viagem (você pode colecionar ímãs de geladeira dos lugares que visitar, por exemplo) 
  • Aquele objeto de desejo que você vem paquerando há um tempo 
  • Jogos, livros, ou algum outro objeto que lhe interesse 
  • Pequenas recompensas quando você atingir algum objetivo (por exemplo: um bombom depois da sessão de exercícios do dia) 

 

#3 Ações de serviço 

Essa é uma das linguagens do amor mais mal compreendidas: muita gente acha que quem ama com ações de serviço quer um empregado à disposição, mas não é assim. Ações de serviço são qualquer coisa que facilite a vida da outra pessoa. 

  • Contratar alguém para te ajudar com a casa ou com alguma outra coisa que você não queira fazer (declaração do imposto de renda, passear com o cachorro, uma equipe para te ajudar na mudança de casa, etc) 
  • Colocar suas contas em débito automático 
  • Criar uma automação para investir dinheiro todo mês (seu eu do futuro vai se sentir TÃO amado!) 
  • Agendar entregas de mercado, da farmácia… Assim você não precisa ir até lá 
  • Cozinhar para si mesmo 
  • Limpar a casa ou fazer aquela sessão de desapego com o que não te serve mais 
  • Marcar aquelas consultas ao médico que você vem adiando (aposto que você vai pensar em seguida: “estou tomando conta de mim mesma TÃO bem!”) 

 

#4 Palavras de afirmação 

Essas pessoas precisam verbalizar o próprio afeto (e também ouvir isso das pessoas que amam). Essa é aquela amiga que, independente do presente que você der no aniversário, vai se encantar mesmo é se tiver um cartão fofo escrito à mão. 😉  

  • Escrever sobre o que você gosta em si mesmo: momentos de orgulho, aprendizado e reconhecimento 
  • Bater aquele tête-à-tête consigo no espelho (mesmo que seja só pra dizer “eu te amo, você é foda”) 
  • Colocar uma música bem pra cima pra tocar e que tenha uma mensagem de poder pessoal 
  • Manter um diário 
  • Criar mantras de autoafirmação 
  • Monitorar seu diálogo interno e substituir seu crítico interior por uma voz mais autocompassiva 

 

#5 Toque físico 

Basicamente aqui entra qualquer atividade de autocuidado que estimule o seu corpo (principalmente sensações prazerosas no corpo). 

  • Se presentear com uma massagem ou dia no spa 
  • Rolinhos de massagem, esfoliantes para banho, cremes cheirosinhos 
  • Banho de cachoeira (às vezes até de chuva mesmo, disse uma colega que tem “toque físico” como sua linguagem principal) 
  • Usar roupas de tecidos com uma TEXTURA boa 
  • Roupas de cama super macias também (pra já acordar de bom humor) 
  • Um banho quente (se for de banheira e com sais de banho, melhor ainda) 
  • Atividades físicas (que te façam existir mais no seu corpo do que na sua cabeça) 
  • Fazer carinho no pet 
  • Uma sessão completa de skin care 

 

Agora é com você. Já sabe como vai praticar o autocuidado e demonstrar amor consigo mesmo? Conta aqui nos comentários e, se tiver mais alguma ideia, compartilha também.  

Pequenos hábitos têm o poder de causar grandes transformações, e em nenhum lugar isso é mais poderoso do que no nosso relacionamento com a gente mesmo. Foi com essa pegada, inclusive, que criamos o Desinchá: para ser o primeiro hábito saudável do seu dia, um momento de se conectar consigo, praticar o autocuidado e colocar os pensamentos no lugar antes de sair para o mundo. 😊   

 

Desinchá

Por Melina França

Comente aqui

avatar