Proteínas: tudo o que você precisa saber

Eu não sei exatamente quando, mas de repente todas as pessoas que eu conhecia que frequentavam academia estavam tomando algum tipo de suplementação. Acho que na época (era um adolescente rebelde) eu nem entendia direito o que fazer na academia e qual o conceito de cada coisa. Inclusive eu pensava que suplementos e aquelas “bombas” nada saudáveis que os caras tomavam para ficarem gigantes eram tudo a mesma coisa.  

Bom, algum tempo e preconceitos bestas perdidos depois, resolvi fazer musculação. Mas fui daquele jeito: sem muita informação, achando que comendo bife no almoço e puxando ferro eu ia ficar em forma.  

Como a realidade é cruel com quem é mal informado ou no mínimo tem preguiça de se aprofundar nas coisas, obviamente essa minha aventura foi um grande fracasso. Ia todos os dias, treinava direitinho, mas não via nenhum resultado mesmo após meses e meses. Mas até que fiz bons amigos.  

Alguns (muitos) anos mais tarde, principalmente após a chegada do nosso querido Instagram (ou será que foi o Pânico?), percebi que corpos definidos estavam mais em alta do que nunca. E eu, já um jovem adulto, ao frequentar as casas dos colegas de faculdade percebia, sempre em cima da geladeira, vários potes dos mais variados nomes que não me eram comuns. Mas todos, sem exceção, tinham um pote gigante com o nome Whey Protein 

Ok, claro que isso já existia faz tempo, mas o meu timing foi esse. E eu, uma pessoa madura e responsável que já se interessava por coisas além de MSN e Orkut, pesquisei a respeito na época. 

O Whey Protein virou uma grande febre e já falei a respeito dele recentemente aqui no blog. Mas acho que falta agora nos aprofundarmos melhor na questão: o que, afinal, é proteína? Como ela funciona no nosso corpo? Existem quantos tipos? Quanto eu preciso ingerir por dia?  

Proteinas: tudo o que você precisa saber

Então vamos lá: as proteínas são componentes básicos do nosso organismo e estão presentes em TODAS as nossas células e tecidos. São enzimas, hormônios, agentes protetores, têm ação anti-infecciosa e ainda são responsáveis pela regulação das reações químicas do organismo, pelo crescimento e pela reparação de tecidos. 

Deu pra sentir que não é pouca coisa? Então estamos indo bem. Mas aí você me pergunta: “bicho, então ingerir proteínas é a coisa mais importante pro corpo? Quanto mais melhor?”  

Na na ni na não, malandro. O consumo de proteínas é essencial, principalmente pra quem pratica exercícios físicos. Mas se você ingerir em excesso, pode ser ruim para a saúde, causando problemas renais e até doenças cardiovasculares (hipercolesterolemia e ateroesclerose).  

Mas então como funciona isso?  

Bom, para praticantes de exercícios, ingerir pouca proteína atrapalha na recuperação total do corpo no pós-treino. Ou seja: a proteína é muito importante, entre outras coisas, para reparar tecidos e para reposição das reservas de glicogênio nos músculos e no fígado, que são bastante utilizadas durante a atividade física.  

Então o ideal é que pessoas sedentárias consigam ingerir 0,8g a 1g de proteína por kg de peso (por exemplo, uma mulher de 50kg deve consumir de 40g a 50g de proteínas por dia). Corredores de 10 a 21 km (amadores) devem ingerir 1g por kg de peso. Já os atletas profissionais devem consumir de 1,3g a 1,8g de proteínas por kg.  

Ora ora, parece que já aprendemos alguma coisa aqui.  

Agora, outro ponto muito importante: as proteínas são divididas em animal e vegetal, compostas por 20 aminoácidos, sendo que nove deles não são produzidos pelo organismo (aminoácidos essenciais). É aí que entra a alimentação!  

  • proteína animal é a melhor maneira de obter os aminoácidos essenciais: está presente em carnes, aves, peixes, ovos e laticínios!  
  • proteína vegetal está presente em leguminosos como feijão, lentilha, ervilha e grão de bico; nos cereais, como arroz, milho e aveia; e também na soja e nas oleaginosas, como nozes, castanhas e amêndoas. Ela possui aminoácidos que faltam nos outros alimentos.  

 

Percentual de proteína nos alimentos

 

Mas lembre-se, caro colega ansioso por músculos & saúde: o excesso de proteínas não vai resultar numa performance melhor, nem em aumento de massa muscular e nem ganho de força. Só vai te trazer problemas! Por isso, consulte um médico/nutricionista antes de qualquer coisa, sempre.  

 

Assinatura Desinchá 

Comente aqui

avatar