Loja Oscar Freire

Loja Rappi

Lojas parceiras

Desinblog

Desinchef

E-books

Cursos

Quem somos

Trabalhe Conosco

Saiba tudo sobre exercícios anaeróbicos e aeróbicos

Você escuta o preparador físico que você segue no insta falando que vai fazer um treino mais aeróbico para, em seguida, focar em exercícios anaeróbicos. E disso você só entendeu a palavra “treino”. Sem falar que, no fundo, você só quer emagrecer. Calma. Essa dúvida é mais comum do que você imagina, mas já vamos esclarecer esses termos pra você ficar por dentro dos benefícios de cada exercício! 

exercícios anaeróbicos

Exercícios aeróbicos: oxigênio como fonte de energia 

Os exercícios aeróbicos são definidos, pelo The American College of Sports Medicine (ACSM), como a atividade contínua de natureza rítmica que emprega grandes grupos musculares. Nesses exercícios, nosso organismo utiliza o oxigênio como fonte de energia.  

Nesse processo de produção de energia, chamado de oxidativo, o metabolismo aeróbico transforma o gás em trifosfato de adenosina. Resultado: a capacidade cardíaca e pulmonar aumenta para suprir a perda de energia do músculo a partir do consumo do oxigênio. 

Na prática, os exercícios aeróbicos estão relacionados a esforços com intensidades leves e moderadas. Por isso, o corpo é capaz de mantê-lo por mais tempo. Afinal, a energia vem de fora do músculo, via vasos sanguíneos.  

Não à toa, muitos associam tais exercícios a uma perda calórica mais rápida.  

No entanto, como demonstraremos a seguir, os exercícios anaeróbicos também são ótimos para queimar calorias. 

E quais são os principais exercícios aeróbicos? Você já conhece muitos deles. Corrida e caminhada (na rua ou na esteira), bicicleta (ergométrica ou não), elíptico, remo, pular corda, subir e descer escadas, danças, e até atividades do dia a dia. É só escolher aquele que tem mais a ver com você e se preparar para o movimento! 

 

Exercícios anaeróbicos: energia vem de dentro 

Os exercícios anaeróbicos são atividades intensas de curta duração. Eles independem do uso de oxigênio inalado, pois são alimentados por carboidratos, proteínas e outros nutrientes. O processo de produção de energia é via glicólise e fermentação. Em palavras mais simples, a energia já está pronta e armazenada dentro da musculatura, e é ela que será utilizada. É o metabolismo realizado no próprio músculo.  

Esses exercícios estão bastante associados ao ganho de massa muscular e ao enrijecimento da musculatura. Mas eles também provocam perda de calorias, especialmente após o exercício. Isso porque o organismo continua a queima calórica mesmo durante a recuperação, acelerando o processo de emagrecimento.  

O exercício anaeróbico mais conhecido é a musculação. Mas qualquer atividade com movimentos rápidos de alta intensidade, como sprints e saltos, se enquadram nessa categoria. 

 

Exercícios anaeróbicos ou aeróbicos: afinal, qual escolher?  

Não existe um melhor porque tudo depende de seu objetivo. Não adianta você se perguntar se deve fazer exercício anaeróbico ou exercício aeróbico. A ideia é sempre aliar os dois para obter o máximo de benefícios que a atividade física pode dar. Como dissemos, ambos ajudam no emagrecimento, sendo que os anaeróbicos são indispensáveis para a hipertrofia muscular.  

No estudo “Concurrent training: a meta-analysis examining interference of aerobic and resistance exercises”, seus autores concluíram que praticar musculação e esteira no mesmo treino causa interferência maior do que realizar cada atividade isoladamente.  

A carga também deve ser adequada às suas pretensões individuais. Para ganhar massa, por exemplo, é preciso investir em cargas maiores na musculação. Em alguns casos, a suplementação proteica, orientada por um profissional, pode ajudar. Se você quer perder peso, é interessante combinar práticas intensas de curta duração com corrida ou outra atividade aeróbica. 

Já reparou que as fichas em academia sempre possuem um treino de musculação aliado a, pelo menos, 10 minutos de atividade aeróbica? É raro ver um profissional qualificado que não recomende a união dos dois tipos de exercícios. E a boa notícia é que, mesmo treinando em casa, você pode seguir essa mesma lógica! 

 

Veja algumas opções para mesclar os treinos: 

  • Aula de dança com musculação (lembra a zumba circuit?); 
  • Treino HIIT alternado com trabalho de força e isometria 
  • Pilates/treino funcional e corrida; 
  • Crossfit 

Benefícios que ambos trazem para o corpo 

A união de exercícios aeróbicos e anaeróbicos é incrível. Eles são importantes não só para promover o emagrecimento e melhorar o condicionamento físico. Outras vantagens que esses exercícios trazem são: 

  • Diminuição no risco de doenças cardiovasculares, por contribuir para diminuir a pressão arterial e a concentração de gordura no corpo, bem como para fortalecer os músculos cardíacos; 
  • Aumento da resistência e da força muscular; 
  • Melhoria na resistência cardiorrespiratória; 
  • Promoção de ganho de massa muscular; 
  • Diminuição na perda de massa óssea; 
  • Fortalecimento dos ossos. 

A combinação entre exercícios anaeróbicos e aeróbicos é uma ótima pedida para quem deseja ter uma vida saudável. Com uma alimentação equilibrada, é possível usufruir de muitos benefícios. Inclusive, temos um ótimo texto que explica um deles: o ganho de massa muscular. Confira a receita certinha pra fazer isso acontecer.

Desinchá

Comente aqui

avatar